quinta-feira, 3 de setembro de 2009

...:Havia uma pedra no meio do caminho:...

Oie! =]

você gosta de escrever? Eu adoro mas, confesso, tem horas que bate uma preguiça.... =}

Com o MQV estou tentando me disciplinar novamente [geralmente rabisco o que estudo e depois transcrevo para o blog], e também realizar um desejo antigo: digitalizar os estudos que, na infinita misericórdia, Deus me julgou digna de compartilhar com os membros da igreja onde congrego nestes anos em que estou caminhando com Ele.

Relendo alguns, deparei-me com este, e o Senhor novamente falou ao meu coração. Ah, Palavra viva e eficaz! É uma adaptação de um estudo de um famoso Pastor da Assembléia de Deus, elaborado nos tempos em que ele costumava usar um volumoso bigode...

Bom, espero que esta leitura seja um bálsamo para o seu coração.

.

.

.

Você já levou uma pedrada? Ou sentiu como se tivessem lhe atirado uma? Às vezes, algumas circunstâncias na nossa vida são como pedradas, que nos machucam e podem nos fazer tropeçar e cair.

E porque levamos pedradas dos outros? Geralmente, são 4 motivos: inveja, ciúmes, vingança ou intolerância.

No Novo Testamento, nos capítulos 6 e 7 de Atos dos Apóstolos, vi um exemplo vitorioso de alguém que levou muitas pedradas, mas não se deixou vencer por elas.

As pedradas contra Estevão foram motivadas pela mentira [At 6:13], injustiça, desprezo, rejeição e calúnia [At 6:12]. Seus acusadores o odiavam [Atos 7:54]. E qual a causa destes sentimentos?

Em Atos 6: 5, 8 a 15 vemos a respeito de Estevão:

  • Era cheio do Espírito Santo (v 5), de fé e de poder (v 8), sendo usado por Deus para fazer milagres;
  • Era cheio de sabedoria (v 10) – e não é possível resistir a sabedoria divina [o sentido de resistir, aqui, é o de não ter argumentos] - Pessoas que não estão satisfeitas com quem são, com o que fazem, têm ou vivem, desenvolvem sentimentos como inveja e ciúmes – e nossos sentimentos se manifestam em atos concretos.
  • Era consagrado e santo – ou seja, era dedicado ao serviço de Deus, afastando-se dos maus costumes deste mundo. [Gostei de uma observação de santidade muito bacana explorada pelo Rubinho Pirola no excelente Genizah, e que você confere aqui];

O que me deixou mais triste neste relato bíblico é ver que estas pedradas surgiram entre pessoas que temiam a Deus e que buscavam a Sua presença – veja, havia judeus e cristãos.

Em At 5: 34 a 40a, Gamaliel, que era um doutor da Lei, aconselhou os membros do Sinédrio de que não interferissem no que era feito, porque se o trabalho fosse de Deus eles não poderiam desfazê-lo – e que eles não fossem contados com os que combatiam contra Deus.

E diz a Bíblia que eles concordaram com ele, mas não por muito tempo...

Voltando à Estevão, vemos que sua vitória foi a preparação dada pelo Espírito Santo de Deus:

  • Ele era cheio de fé – vendo o invisível, crendo no incrível e recebendo o impossível;

  • Ele era cheio do Espírito Santo de Deus [At 1:18, 6:5] – que nos capacita a resistir às pedradas;

  • Ele conhecia a Palavra [At 7:2 a 53] – ele conseguiu descansar, tanto no enfrentamento ao Sinédrio, quanto no apedrejamento;

  • Ele manteve sua visão nas coisas do alto [At 7:55] – ele conseguiu olhar para além das circunstâncias. Olhou, esperou e confiou em Cristo – que não estava alheio ao seu sofrimento [At 7:56].

Ciente de que o Senhor estava vendo e controlando toda aquela situação, Estevão invoca o Senhor e perdoa seus inimigos [At 7: 59]. Não é fácil, mas não podemos deixar de perdoar.

A versão da Bíblia Viva, de II Co 2: 11 diz:

Outra razão para perdoar é não deixarmos satanás, com a sua astúcia, obter vantagens sobre nós, pois bem sabemos o que ele está procurando fazer.

Em Hebreus 12:15 somos alertados de que não devemos deixar que nenhuma raiz de amargura brote e nos prive da graça de Deus.

As pedradas físicas tiraram a vida física de Estevão. Mas ele não perdeu a visão da grandiosa e incomparável glória de Deus, e sua história é um exemplo de fé que vence o mundo – esteja ele fora ou dentro da igreja.

.

.

.

Senhor, ajuda-me a contornar a pedra!

No amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]

Nenhum comentário: