quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

...: O valor do compromisso :...


Oie! =]

estava devendo o texto há dias....mas, eis aí!

Que o Senhor Deus possa completar esta mensagem em seu coração.

Em Cristo, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]

.
.
.

Compromisso = 1. Obrigação ( de caráter social, profissional, etc) aceita voluntariamente; 2. Acordo, pacto; 3. Dívida que se deve pagar em dia combinado.

Leitura: Isaías 53 e 61: 1 - 3
Marcos 14: 32 - 41 [NTLH]

Você já fugiu de um compromisso, ou não conseguiu cumprí-lo?

Eu já, algumas vezes sem querer, outras vezes intencionalmente.

Cristo Jesus veio à terra - deixando temporariamente para trás Sua glória, Seu reino, a companhia do Pai - a fim de cumprir um acordo de reconciliação entre Deus, criador de todas as coisas, e nós, Suas criaturas.

O Filho de Deus tornou-Se Filho do Homem para que os filhos dos homens pudessem se tornar filhos de Deus*

Trabalho com Finanças Pessoais há 5 anos e tenho visto como é custoso, trabalhoso para as pessoas, por vezes, cumprirem seus compromissos financeiros. Uma das dicas mais bobinhas, como eu costumo dizer brincando, mas mais ignoradas é a de não comprometer toda a sua renda com despesas [pois imprevistos acontecem na vida de todos, e é bom ter uma folga financeira nestas emergências].

Isto por que na hora da compra é tudo festa e, geralmente, quando nosso desejo é realizado, esquecemos que isto só foi possível graças ao estabelecimento de um compromisso, um acordo para pagamento deste bem.

Adão e Eva compraram a sedutora mentira da serpente, e o fruto que parecia agradável à vista [cf Gn 3:6] apresentou um custo muito, muito elevado - a separação de Deus, a morte física, sofrimentos....

Mas Deus mesmo, em Sua rica, abundante e infinita misericórdia, providenciou o pagamento desta conta: Jesus Cristo.

Após anos e anos, com ricas e detalhadas palavras - que nós chamamos de promessas - Deus executou o pagamento da dívida: no dia combinado por Ele, Cristo Jesus foi crucificado, pagando ali, com Sua própria vida, a pena que os meus e seus pecados [a nossa dívida], amado leitor, mereciam.

Como humano, Cristo não queria passar pelo sofrimento que sabia vir - como nós, hoje, também lutamos contra o sofrimento - mas, ciente do compromisso que assumira junto ao Pai, cumpriu o acordo [veja Hb 9:22]

Pensando, ainda, em termo de compromisso, dívida, sabemos que a quitação de um débito exige um comprovante, não é mesmo? Conforme Atos 1: 3 e 9-11 [entre outras passagens], Cristo Jesus ressuscitou depois de 3 dias, e é a prova viva de que o acordo foi cumprido.

Se alguém pagasse uma dívida que você fez - e que para você se tornou impagável - qual seria sua relação com esta pessoa, que fez o resgate do seu nome na praça?

Oro para que você, amado leitor, esteja entre os que reconhecem que fez a dívida, impagável por si mesmo, aceite o pagamento que Cristo fez na cruz, e viva para sempre com Ele, amando-O, honrando-O, servindo-O....

Se você concorda com este aceite, fique tranquilo: o registro é feito em um livro separado para este propósito. Chama-se Livro da Vida - cf Ap 3:5.

Caso ainda não tenha aceito este amoroso presente, responda para si: o que falta para assumir este compromisso com Cristo - que assumiu com Sua própria vida uma dívida que Ele não fez?

Considere que, o que deixamos por amor a Cristo não nos faz falta*

-----
* Frases extraídas dos Devocionais Nosso Andar Diário e O Presente de Natal, ambos publicações dos Ministérios RBC.

Nenhum comentário: