domingo, 26 de dezembro de 2010

...: A mecânica dos solos - parte final :...

Terra boa. :)

Assim é definido o 4º solo.


"Mas a terra boa representa as pessoas bondosas e honestas. Estas ouvem as palavras de Deus e lhes são fiéis, contando constantemente aos outros, que também logo crêem" - Lucas 8: 15 Bíblia Viva.

Marcos relata assim a explicação de Jesus Cristo sobre este tipo de solo:

"Mas a terra boa representa o coração daqueles que verdadeiramente aceitam a mensagem divina e dão uma colheita abundante para Deus - 30, 60, ou até mesmo 100 vezes tanto quanto foi plantado no coração deles" - Marcos 4: 20 Bíblia Viva

Comecei esta série de posts falando de dois filmes que assisti e, em cada um deles, é retratada a mudança de vida dos personagens, em face do que ouviram, creram e praticaram cotidianamente. Há produção e multiplicação de frutos.

Ocorreu-me que a terra que receberá as sementes precisa ser preparada para tal. E, um dos instrumentos utilizados é o arado que, segundo o dicionário Michaelis, é um
utensílio agrícola de tração humana ou animal, ou motorizado, usado para cortar, levantar e virar o solo, preparando-o para a sementeira e plantio. [grifo nosso]

Então, mesmo sendo bom, justo e honesto, dentre tantas outras qualidades, o sofrimento virá para aquele que deposita sua confiança, fé e amor em Deus, e em Cristo Jesus, como Salvador e Senhor. Considere I Pedro 1: 7, 9 e Salmos 126: 6, 7.

Uma admirável mulher cristã, chamada Nancy Guthrie, relatou suas experiências com Deus em meio ao sofrimento
em um livro, que foi traduzido e publicado no Brasil pela abençoada Mundo Cristão com o título Um fio de esperança - quando o sofrimento torna a crença em Deus uma decisão diária. [Mega recomendado!!]

Em certo trecho, ela usa uma ilustração interessante para demonstrar o modo como reagimos ao sofrimento: se cortamos nosso dedo, aparece o sangue que corre em nossas veias.

Quando somos feridos pelos sofrimentos e adversidades na vida, o que aparece? Frutos como amargura ou raiva, ou paciência, amor, mansidão?...

Costumam dizer que quando uma pessoa está às portas da morte, vê sua vida passar como um filme. Então, se hoje pudéssemos ver nossa vida como um filme, o que estaria nos créditos finais?

No final do filme Fireproof, há uma mensagem de gratidão - toda glória e honra ao nosso Deus. Há uma mensagem também, ao final de O Livro de Eli - que não contarei, e garanto que apesar das cenas iniciais serem chocantes, vale a pena assistir. :)

Oro para que o Senhor complete este estudo em seu coração, e derrame sabedoria de Sua Palavra em nossas mentes, para nos lembrarmos daquilo que nos traz esperança!

No amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia

---------------------------

Segundo a Wikipedia, "a Mecânica dos Solos é uma disciplina da Engenharia Civil que procura prever o comportamento de maciços terrosos quando sujeitos a solicitações provocadas, por exemplo, por obras de engenharia. Todas as obras de engenharia civil, de uma forma ou de outra, apóiam-se sobre o solo, e muitas delas, além disso, utilizam-no como elemento de construção. Portanto, a estabilidade e o comportamento funcional e estético da obra serão determinados, em grande parte, pelo desempenho dos materiais usados nos maciços terrosos".


quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

...: A mecânica dos solos - parte 3 :...

Espinhos.

Já machucaram o dedo em um, ao tocar em uma flor? Eu já. E dói, muito.

A semente lançada neste 3º tipo de solo cresceu junto com eles. O Senhor Jesus Cristo, ao explicar esta parábola, diz que a semente cresceu com os espinhos e que foi sufocada por eles.

"Porém bem depressa chegam as atrações deste mundo, as delícias da riqueza, a busca do êxito, a sedução das coisas boas, e sufocam a mensagem de Deus no coração delas, de modo que não dão fruto nenhum." Marcos 4: 19 [Bíblia Viva]

"A semente entre os espinhos representa aqueles que ouvem e crêem nas palavras de Deus, mas que têm depois a fé sufocada pela preocupação, pelas riquezas, responsabilidades e prazeres da vida. Assim, eles nunca são capazes de ajudar a nenhum outro a crer na Boa Nova." Lucas 8: 14 [Bíblia Viva]

Gosto desta tradução da Bíblia Viva.

O mundo é atraente, ter riquezas é mesmo uma delícia - ou vai dizer que você não gostaria de ter dinheiro de tal modo que pudesse realizar aquela viagem, ou comprar um carro, uma casa?... - ser bem sucedido profissionalmente demanda tempo e energia, as coisas boas nos seduzem....e se não tomarmos cuidado, voltamos toda nossa atenção para elas.

Para entendermos o quanto esta questão é importante, achei interessante aprender o conceito de seduzir*: "
1 Desviar do caminho da dignidade e da honra; enganar com astúcia, levando à prática de atos censuráveis ou contrários à virtude, persuadir de coisa oposta à moral ou aos bons costumes: [...] 3 Desencaminhar para fins sediciosos; [...] 5 Influir sobre a imaginação; atrair, cativar, deslumbrar, fascinar [...]." [grifo nosso]

Creio que não é problema desejar coisas boas - quem não deseja, afinal?

O problema começa quando nos preocupamos - quando pré ocupamos nossa mente e nosso coração com elas, de tal modo que isto nos desvie o foco do Senhor, e da vida que Ele tem planejado para nós.

Destaquei aqui alguns dos vários conceitos de preocupação, e que nos ajudarão a entender a importância desta advertência para nós: "[...] 3. e
stado de um espírito absorvido por uma idéia. 4 Idéia fixa. 5 Inquietação resultante dessa idéia. 6 Apreensão de coisa futura; pressentimento inquietante [...]".

Sei por experiência própria como é difícil parar de se preocupar com algo, mas, também sei que é possível ser liberto destas preocupações.

Onde trabalho há um jardim. Se não cuidamos da limpeza da área, aparecem ervas daninhas e uma planta espinhosa. Quanto mais nos descuidamos da limpeza, mais tempo o jardineiro leva para limpar o terreno. Acho curioso que para extrair as ervas daninhas, o jardineiro usa uma tesoura ou o cortador de grama. Mas para a planta espinhosa, o jardineiro usa um facão.

Se não tomarmos uma atitude, e deixarmos os espinhos do mundo crescerem em nossas vidas, sufocando a preciosa semente do Senhor, não somente ficaremos infrutíferos - como se fosse pouca coisa... - mas machucaremos as pessoas ao nosso redor.

E a limpeza vai demandar mais tempo.

E para estes espinhos que querem sufocar a semente lançada pelo Senhor em nossos corações, só há uma arma a usar: a espada do Espírito - veja Efésios 6: 17b e Hebreus 4:12, transcrito abaixo, na versão Almeida Corrigida e Revisada Fiel.

"Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração."

A versão da Bíblia Viva, deste mesmo trecho de Hebreus, diz:

"Tudo quanto Deus nos diz é cheio de força viva: é mais cortante do que o punhal mais afiado, e corta rápido e profundo em nossos pensamentos e desejos mais íntimos em todos os seus detalhes, mostrando-nos como somos na realidade."

Que o Senhor nos ajude a cuidarmos constantemente do solo do nosso coração. Que realmente, em todo tempo, possamos buscar em primeiro lugar o Seu Reino e a Sua justiça, pois que Ele acrescentará todas as demais coisas [conforme Mateus 6: 33].

No amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]



---------------------------------------------
* conceitos de sedução e preocupação foram extraídos do dicionário Michaelis.

sábado, 11 de dezembro de 2010

...: A mecânica dos solos - parte 2 :...



“Outro tanto caiu em solo cheio de pedras, onde a terra era pouco profunda; as plantas brotaram muito depressa no solo raso, mas o sol quente logo queimou tudo e elas murcharam e morreram, porque tinham pouca raiz”. Mateus 13: 5,6 [Bíblia Viva]

"A terra cheia de pedras representa aqueles que têm prazer em ouvir os sermões, mas de alguma forma a mensagem realmente nunca chega a eles; não deita a raiz nem cresce. Sabem que a mensagem é verdadeira, e crêem um pouco durante algum tempo; mas quando sopram os ventos fortes da perseguição, perdem o interesse". Lucas 8: 13 [Bíblia Viva]

O segundo solo da parábola têm pedras.

É destacado que em um terreno com pedras há pouca terra, e a semente em um solo destes não consegue criar raízes. Outro fator em perspectiva é que além de pedras, há sol forte. Pouca água. Clima de deserto...

O Senhor Jesus Cristo não ilude ninguém, ao contrário, Ele alerta que os problemas virão - considere João 16: 33. O Senhor não diz o período de nossas vidas em que tais problemas acontecerão - salvo períodos específicos, como a tribulação, por exemplo, em que ainda que não mencione uma data, cita a existência de sinais que identificariam o tempo em que ocorreria o que predisse.

Então, em algum momento de nossas vidas sobrevirá aflição, angústia, ansiedade, medo....pode vir fome, sede, nudez, perigo, injúria e sofrimentos de toda sorte...

De fato, estou bem certa que algum leitor já experimentou ao menos uma das situações que citei acima.

A questão que sempre me faz refletir é: estou mesmo sofrendo por amor ao Evangelho de Cristo? Estou sendo perseguido por pregar as Boas Novas da Salvação em Cristo Jesus? Sou injuriado por procurar viver em conformidade com o que prego e acredito?

Será que não estou passando por algum sofrimento como conseqüência de uma pedra que eu mesmo coloquei no solo do meu coração? Há diversas referências que falam das ações que tomamos e que podem ser como pedras de tropeço, tanto na minha própria carreira na fé quanto na caminhada dos irmãos [Mateus 18: 6-9; Marcos 9: 42-48; Lucas 17: 1,2; I Coríntios 8].

As atitudes refletem o que está no nosso interior. Se o linguajar é fútil, obceno ou inapropriado, se as ações são inadequadas, não será porque à mente, aos pensamentos, foram dados estes alimentos? Que pedras temos colocado, ou permitido que coloquem, no solo do nosso coração?

Considerando este tipo de solo, lembrei-me de que o clima na região de Israel é seco, desértico, até os dias de hoje. Contudo, Israel é bem sucedido na produção de alguns produtos agrícolas graças a misericórdia do Senhor, e ao sistema de irrigação de suas lavouras.

Há muitas referências que mencionam a Palavra de Deus, o Senhor Jesus Cristo, o Espírito Santo, como água, ou fonte d´água - veja Efésios 5: 26; João 4: 10, 14 ; João 7: 38. E não é uma água qualquer: é a Água Viva!

Sem água, não há vida.

Como uma semente há de brotar em um terreno cheio de pedras, que ocupam o lugar da terra, e onde não há água? Como a semente da Palavra de Deus poderá brotar em nossas vidas, se estamos enchendo o solo do nosso coração de pedras? Como frutificará, se o solo não é regado diariamente com a Água viva?

O Senhor têm nos suprido de misericórdia a cada manhã [conforme Lamentações 3: 22, 23]. Cabe a nós regarmos, cuidarmos do solo do nosso coração, com a sempre presente ajuda do grande Agricultor [
conforme João 15].

Que o Senhor nos abençoe, e ajude-nos a dia após dia, cuidarmos na nossa mente e do nosso coração, para honra e glória dEle, e também alegria nossa. Em nome e pelo amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso. Amém!

...: Continua :...


quinta-feira, 18 de novembro de 2010

...: A mecânica dos solos - parte 1 :...

Para esta série, a leitura básica é Mateus 13: 3 - 23; 24 - 30.


Dias atrás, assisti a dois filmes,
O livro de Eli e o abençoado Fireproof [À prova de fogo].

O primeiro narra a saga de um homem com um chamado de Deus para, literalmente, levar a Palavra - ou o livro que dá nome ao título do filme - de onde ele estava, provavelmente o centro dos Estados Unidos, até a costa oeste, onde fica a única editora de livros, em grande parte destruídos após uma guerra que devastou o então mundo conhecido.

Nesta longa e perigosa jornada, Eli diariamente se alimentava da Palavra de Deus, guardada como jóia preciosa, tesouro incomparável...

O segundo filme fala de relacionamentos - o de cada pessoa com Deus, o das pessoas entre si - e destaca que a essência destas ligações, em termos verticais e horizontais, está em Deus. E, novamente, a Palavra é levada e apreciada por àquele que é, ao mesmo tempo, semeador e semeado.

No texto base, o Senhor Jesus Cristo fala do privilégio que podemos desfrutar, "
[...] porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus [...]", como lemos em Mateus 13:11. É uma condição tão especial, que o Senhor ainda diz, nos versos 16 e 17 deste mesmo capítulo:

"Bem-aventurados, porém os vossos olhos, porque veem; e os vossos ouvidos, porque ouvem. Pois em verdade vos digo que muitos profetas e justos
desejaram ver o que vedes e não viram, e ouvir o que ouvis e não ouviram".

Mas, em que condições está o solo do nosso coração?

Você já reparou naquele solo que fica à margem das rodovias e estradas, quando fez alguma viagem terrestre? O 1º solo da parábola do semeador é deste tipo. Não produz nada, no máximo, ervas daninhas. Recebe muita poluição dos carros e outros veículos que por ali circulam, e também muito lixo.

A versão desta parábola relatada em Marcos [4: 15], na tradução da Bíblia Viva, fala que este tipo de terra equivale a um coração duro. E o maligno vem tirar a Palavra, porque sabe que é o único martelo que quebra, esmiúça a dureza do nosso coração.

As traduções mais conhecidas trazem, em Jeremias 23: 29 - "
Porventura a minha palavra não é como o fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiúça a pedra?"

A versão da Bíblia Viva, deste mesmo verso, diz: "minha palavra queima como fogo. Ela é como um martelo que quebra a pedra mais dura, diz o Senhor".

O objetivo do inimigo é roubar, matar e destruir [João 10: 10 a]. Em Deus, por Cristo, temos vida, e vida em abundância [João 10: 10 b]. Somente em um coração livre de sua dureza e impureza, a Palavra pode prosperar, como a semente que brota em boa terra.

Em Isaías 55: 10 e 11, lemos: "
10 - Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come,
11 - assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.
"

Costumamos parar na primeira parte do verso 11 - que a palavra não volta vazia. E não volta mesmo. Mas, amados, não nos esqueçamos da continuação do verso: a palavra prosperará.

Vamos continuar levando a semente. O Senhor é quem a fará prosperar.

...: continua :...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

...: A beautiful exchange - conclusão :...


Sou extremamente feliz em saber que o Senhor Deus, Todo-Poderoso, quis estabelecer uma aliança eterna comigo, uma pobre pecadora. Graças ao sangue de Jesus Cristo, salva, mas ainda pecadora.

Ele sabe que ainda falho miseravelmente, mas ainda mantém os votos de amor, fidelidade, bondade, perdão, e tantos outros, comigo.

Na alegria e na tristeza, na pobreza e na riqueza, na saúde e na doença, Ele sempre está comigo. Sempre! E a morte não vai nos separar. De fato, conforme Romanos 8: 35-39, nem a morte pode nos separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Creio que nós mesmos nos separamos, nos afastamos do amor de Deus - quando deliberadamente pecamos, desobedecemos aos Seus mandamentos, e firmamos alianças estranhas à aliança proposta amorosamente por Ele.

A aliança é um sinal que indica o estado ou o nível do compromisso que temos em relação à outra pessoa - aqui no Brasil, namorados usam uma aliança de prata na mão direita, noivos usam uma aliança de ouro na mão direita, e casados, uma de ouro na mão esquerda.

Pensando em nosso relacionamento com Deus, que tipo de aliança temos com Ele? Tenho feito uso de alianças - amizade, namoro, negócios, cultura, etc - que entram em desacordo com a proposta por Ele?

Se no caso de adultério, infidelidade, tanto a Lei divina quanto a lei dos homens prevê o divórcio - ou dissolução - do contrato, vale a pena se aventurar, arriscando ficar separado de Deus? Vejamos o que diz Gálatas 5: 19 - 21 e Efésios 5: 1- 20, transcrito na versão da Bíblia Viva, abaixo,

"1 - SIGAM O EXEMPLO de Deus em tudo quanto fizerem, tal como uma criança muito amada imita seu pai.

2 - Sejam cheios de amor pelos outros, seguindo o exemplo de Cristo, que amou vocês e Se entregou a Deus como sacrifício a fim de tirar os seus pecados. E Deus ficou satisfeito, porque o amor de Cristo por vocês foi para Ele como suave perfume.

3 - Que não haja pecado sexual, impureza ou ganância entre vocês. Que ninguém seja capaz de acusá-los de qualquer dessas coisas.


4 - As histórias sujas, a conversa indecente e as brincadeiras inconvenientes - estas coisas não são para vocês. Ao invés disso, relembrem uns aos outros a bondade de Deus, e sejam agradecidos.


5 - Podem estar certos disto: o reino de Cristo e de Deus nunca será de ninguém que seja impuro ou ganancioso - pois a pessoa gananciosa, na realidade, é uma idólatra: ama e adora as coisas boas desta vida mais do que a Deus.


6 - Não se deixem enganar por aqueles que procuram justificar estes pecados, porque a terrível ira de Deus está sobre todos aqueles que os praticam.


7 - Não andem nem mesmo na companhia de tais pessoas.


8 - Porque, embora antigamente o coração de vocês estivesse cheio de escuridão, agora está cheio da luz que vem do Senhor, e na conduta vocês devem demonstrá-lo!


9 - Por causa desta luz que têm no íntimo vocês deveriam fazer somente o que é bom, o que é direito e o que é verdadeiro.


10 - À medida que prosseguirem na vida aprendam aquilo que agrada ao Senhor.


11 - Não participem dos prazeres indignos do mal e das trevas mas, ao invés disso, denunciem publicamente e reprovem esses prazeres.


12 - Seria vergonhoso até mencionar aqui esses prazeres das trevas aos quais os ímpios se entregam.


13 - Mas quando vocês os denunciam publicamente, a luz brilha em cima e faz aparecer o pecado deles, e quando eles virem como andam realmente tão errados, alguns deles podem até tornar-se filhos da luz!


14 - É por isto que Deus diz nas Escrituras: "Desperte, dorminhoco, e levante-se dentre os mortos; e Cristo iluminará você".


15 e 16 - Portanto, sejam cuidadosos no seu modo de proceder; os dias atuais são difíceis. Não sejam insensatos; sejam sábios: aproveitem ao máximo cada oportunidade que tiverem de fazer o bem.


17 - Não procedam imprudentemente, mas procurem descobrir e fazer tudo o que o Senhor quer que vocês façam.


18 - Não bebam muito vinho, porque muitos males se encontram nesse caminho; em vez disso, sejam cheios do Espírito Santo e governados por Ele.


19 - Conversem muito uns com os outros a respeito do Senhor, citando salmos e hinos, entoando cântico sacros e louvando ao Senhor com canções no coração.


20 - Sempre dêem graças por tudo a nosso Deus e Pai, no nome do nosso Senhor Jesus Cristo."


Finalmente, consideremos o que diz está escrito em 2 Pedro 1: 10, 11, também na versão da Bíblia Viva:

"10 - Portanto, queridos irmãos, trabalhem com ardor para provar que vocês estão realmente entre aqueles que Deus chamou escolheu e assim vocês nunca perderão a firmeza, nem abandonarão a fé.

11 - Deus abrirá de par em par os portões céu para que vocês entrem no reino eterno do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo."

Que o Senhor possa completar esta palavra em nossos corações, em nome e por amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]

---------------------------------------------------------------------------
O título dos últimos posts - A beautiful exchange - é uma linda música do Hillsong, cuja letra e tradução você pode conferir aqui.

Antigamente, e ainda hoje em alguns lugares do mundo, é preciso dar um dote - um bem ou quantia em dinheiro, para que seja celebrado o casamento. Nós não tínhamos - e continuamos não tendo, de fato - nada para ofertar ao Senhor, e Ele, ainda assim, quer celebrar uma união eterna conosco. Realmente, é uma linda troca em nosso favor. Louvado seja Deus!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

...: A beautiful exchange - parte 1 :...


Oie! =]

Dias atrás fui à uma cerimônia de casamento católica. Cheguei, propositalmente, dez minutos após o indicado no convite pois, infelizmente, há uma "tradição" no atraso da noiva. Não foi o caso da minha amiga, mas o das noivas que a antecederam.

Então, quando cheguei, o 2º casamento daquela noite ainda estava na metade. Como ficar em pé, com sapatos de salto, não faz parte das minhas atividades preferidas no mundo, sentei-me próxima às portas laterais e assisti a cerimônia em andamento.

E daí, aconteceu algo inusitado - imediatamente após a conclusão da leitura dos votos, os amigos do noivo levantaram cartazes que mostravam desenhos de casais e palavras como prosperidade e felicidades, entre outros cumprimentos.

Isto foi o que os emocionados noivos viram. Mas foi possível ver em seus rostos, também, o estranhamento ao ouvir as risadas dos convidados e, principalmente, a voz que ecoou no prédio dizendo "danou-se".

Eles saberiam depois o que estava no verso dos cartazes, motivo das muitas risadas.

Frases como "game over", "agora ela te pega de jeito", "perdeu", "tá ferrado" foram mostradas pelos amigos do noivo, e inevitavelmente lidas quando de sua passagem, com a agora espora, pelo corredor rumo à saída.

Entendo que os rapazes eram amigos do noivo porque, ao ver os cartazes, ele pegou a mão da esposa com ainda mais firmeza e, olhando para eles, ergueu as mãos entrelaçadas.

Após uns minutos, teve início a simples e bonita cerimônia de minha amiga com o seu amado. Sempre emocionante e lindo ver um casal assumindo este compromisso de amor. Mas os acontecimentos recentes não saíram de minha cabeça. Fiquei a pensar no tipo de aliança que firmamos em nossas vidas.

Ao longo da história, a aliança foi o símbolo usado para demonstrar concerto, compromisso, pacto entre duas partes, bem como o valor do objeto do contrato. Em Gênesis 9: 16, o Senhor Deus estabeleceu um belíssimo arco nas nuvens - arco que existe até hoje - como aliança eterna entre Ele e todos os seres viventes.

A Bíblia com versão da NTLH, publicada pela SBB, no apêndice Auxílios para o leitor, Vocabulário, esclarece: "Aliança - acordo que Deus, por causa do Seu amor [Deuteronômio 7: 8,9], fez com o Seu povo. Essa aliança [pacto, contrato, concerto] consistia no seguinte: o Senhor, cumprindo Sua promessa aos patriarcas [Gênesis 17: 1-8; 28: 13-15], era o Deus de Israel, e Israel era o povo do Senhor [Êxodo 6: 7; 19: 4-6]. Deus abençoava o povo, e este, por sua vez, obedecia a Deus [Deuteronômio 7: 7-11]. Em cumprimento à palavra do profeta Jeremias [31: 31-34], Deus fez a nova aliança, que foi confirmada ou selada pela morte de Jesus na cruz [Lucas 22: 20; Hebreus 8: 6-13; 9: 15-22]

...: Continua :...

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

...: Primeiros passos [conclusão] :...



O Pr. André Queiroz, cujo trabalho conheci através do twitter, postou duas frases recentemente que me chamaram muito a atenção, e que reproduzo ipsis literis a seguir:

'Acredito que a igreja precisa ser mais graciosa, mas também percebo q as pessoas que caem no pecado, amam se fazerem de vítimas do legalismo'

'Vou abrir o coração agora: Como um líder jovem, estou com dificuldade em encontrar referencias e pessoas para me espelhar aqui no Brasil...'

Como outros irmãos, tenho me entristecido com o comportamento observado no meio dos jovens cristãos que, como bem notado pelo Pr. André, costumam justificar seus atos como resposta ao 'legalismo' das igrejas.

Mas, não é curioso que também nas igrejas "liberais" não seja fácil encontrar liderança jovem?

Especialmente ao ler o tweet sobre liderança, o Senhor trouxe a minha memória a carta de Paulo ao jovem Timóteo. Em 1 Timóteo 4:12, Paulo diz: "Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê exemplo dos fiéis, na Palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza". [grifo nosso]

A versão da Bíblia Viva diz:

"Ninguém faça pouco caso de você porque ainda é moço. Seja o exemplo deles; que sigam o caminho que você ensina e vive; seja modelo para eles no seu amor, na sua fé e na pureza dos seus pensamentos". [grifo nosso]

O próprio Senhor Jesus Cristo dá a todos, jovens ou não, o exemplo de fruto, de ações, que glorificam o nome de Deus [Filipenses 2: 5 - 8 e 12]. Os tempos mudaram, mas a Palavra de Deus continua viva, infalível, fiel, digna de toda a aceitação.

Se não há liderança jovem, porquê não buscar a direção do Senhor para se tornar este instrumento nas mãos de Deus? Não nos concentremos no título - pastor, presbítero, ministro*, etc, mas no serviço ao Senhor e na edificação de Sua Igreja.

E não somente para o jovem Timóteo, mas praticamente em todas as Cartas do Novo Testamento, somos exortados - animados, incitados, aconselhados** - que, para uma vida frutífera precisamos estar ligados em Cristo Jesus [João 15], e cheios [Efésios 5:18], guiados [João 16:13; Romanos 8:14], vivificados [2 Coríntios 3:6] pelo Espírito Santo de Deus.

Concluo este pensamento com a leitura de Hebreus 6: 1 - 12, transcrito na versão da Bíblia Viva, abaixo:

"1 - Paremos de estar voltando repetidamente aos mesmos assuntos antigos, sempre ensinando aquelas primeiras lições sobre Cristo. Em vez disso avancemos para outras coisas e nos tornemos amadurecidos no nosso entendimento, tal como devem ser os cristãos fortes. Certamente não precisamos falar mais acerca da insensatez de alguém tentar salvar-se por ser bom, nem sobre a necessidade da fé em Deus.

2 - Vocês não necessitam de mais instruções em torno do batismo, dos dons espirituais, da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno.


3 - Se Deus quiser, avançaremos agora para outras coisas.


4 - Não adianta nada procurar novamente trazê-los de volta ao Senhor, se já uma vez vocês compreenderam a Boa Nova e experimentaram por si próprios as coisas boas do céu, e participaram do Espírito Santo,


5 - e sabem como é boa a Palavra de Deus, e sentiram as forças poderosas do mundo que está para vir,


6 - e depois vocês se voltaram contra Deus. Vocês não podem tornar a se arrepender se pregaram novamente o Filho de Deus na cruz ao rejeitá-Lo, exibindo-O à zombaria e à vergonha pública.


7 - Quando a terra de um lavrador recebeu muitas chuvas e surgiram boas colheitas, aquela terra obteve a bênção de Deus sobre ela.


8 - Porém se continuar dando safras de ervas daninhas e espinhos, essa terra é considerada imprestável, e está pronta para ser condenada e queimada.


9 - Caros amigos, muito embora eu esteja falando assim, na realidade não creio que se aplique a vocês o que eu estou dizendo. Estou certo de que vocês estão produzindo o bom fruto que acompanha a salvação de vocês.


10 - Porque Deus não é injusto. Como é que Ele pode esquecer-Se do trabalho incansável de vocês por Ele, ou esquecer-Se do modo pelo qual vocês costumavam mostrar o seu amor por Ele - e ainda mostram auxiliando os seus filhos?


11 - E a nossa preocupação é que vocês continuem assim mesmo, amando os outros enquanto a vida durar, a fim de que recebam a sua recompensa completa.


12 - Então, sabendo o que está guardado para vocês lá adiante, vocês não se cansarão de ser cristãos, nem se tornarão espiritualmente insensíveis e indiferentes, mas estarão ansiosos para seguir o exemplo daqueles que recebem tudo quanto Deus lhes prometeu por causa do vigor da sua fé e da sua perseverança."


e orando, como Paulo em Colossenses 1: 10, para que todos andemos "[...] dignamente diante do Senhor, agradando-Lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus".

No amor e temor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]


----------------------------------------------------------------

* Entendo o importante papel, somados ao profundo amor e cuidado, que o Senhor Deus confiou à nós mulheres em todas relações sociais, e especialmente no serviço cristão. Contudo, não fui biblicamente convencida que cabe posição de liderança às mulheres - explorarei este tema em outro post, aguardem! ;]
De qualquer sorte, estou muito mais preocupada em bem servir ao meu Senhor e Mestre, do que em ter um título de 'pastora', 'adoradora', ou seja lá qual for. Particularmente, acredito que não deva se servir mais, ou menos, ao Senhor por conta de um título, posição ou destaque - ainda mais para o Deus que sonda nossos corações, e não vê como o homem vê. [1 Samuel 16: 7]

** Conceito de exortação extraído do dicionário Aurélio Digital, versão 5.12.81.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

...: Primeiros passos [parte 2] :...


Sabemos que, em nós mesmos, não há nada para nos fazer produzir tal fruto, o que também já fora predito em Romanos 7: 14 - 25.

E embora existam pessoas que acreditem, não há geração espontânea de fruto - só há fruto se os ramos estiverem conectados, ligados ao tronco, ou a árvore. Em João 15, o Senhor Jesus Cristo nos instrui claramente sobre este fato. Vale a pena ler todo o capítulo, mas para este estudo em particular, vamos nos concentrar no verso 4, aqui transcrito na versão da Bíblia Viva:

"Fiquem firmes em Mim, e deixem-Me viver em vocês. Pois um ramo não pode dar fruto quando está separado da videira. Nem vocês podem produzir separados de Mim".

Não sei quanto a vocês, mas sempre tive comigo que estes frutos mencionados em João estaríam relacionados somente àqueles de Gálatas 5: 22 e 23, quais sejam: "[...] amor, gozo, paz, longanimidade, bondade, benignidade, fidelidade, mansidão, domínio próprio [...]".

Já aprendi, porém, que não é assim. E que tanto o fruto do Espírito como o fruto do arrependimento só serão produzidos por aqueles que estão permanentemente ligados a Deus, por meio de Cristo [1 Timóteo 2: 5], selados com o Espírito Santo [Efésios 1: 13, 14].

Os frutos do Espírito e da Luz [Efésios 5:9] podem ser produzidos em todos os momentos da vida do crente - desde a infância até à velhice, estando suas condições físicas e materiais boas ou não. Já o fruto do arrependimento surge quando da conversão e após alguma queda [Atos 3: 19, 2 Coríntios 7: 10].

Ou deveria surgir...

Na primeira parte deste estudo, comentei minha ignorância - graças a Deus já superada - em relação à compreensão do fruto de arrependimento. Com profunda tristeza vejo, ou melhor, não vejo frutos, ou ações, que indiquem qualquer sinal de arrependimento, tanto em irmãos que têm caído quanto entre aqueles que levam uma vida dupla - uma na igreja, outra no mundo.

Embora a palavra proferida pelos lábios sugira arrependimento, suas ações não sugerem tal consciência, lamento e desejo de abondonar o erro.

Mateus 7: 16 - 18, em uma das versões tradicionais diz:

"
Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons." [João Ferreira de Almeida, Corrigida e Revisada Fiel, grifo nosso]

Na versão da Nova Tradução na Linguagem de Hoje, diz:

"
Vocês os conhecerão pelo que eles fazem. Os espinheiros não dão uvas, e os pés de urtiga não dão figos. Assim, toda árvore boa dá frutas boas, e a árvore que não presta dá frutas ruins. A árvore boa não pode dar frutas ruins, e a árvore que não presta não pode dar frutas boas." [grifo nosso]

Ainda gostaria de destacar a versão da Bíblia Viva, de Mateus 7: 16, que diz:

"Vocês podem descobrí-los pela maneira como agem, tal como podem identificar uma árvore pelo seu fruto. Vocês nunca confundirão uma videira com um espinheiro! Ou figos com cardos!". [grifo nosso]

Como Adão, percebo que há, entre estes irmãos, uma ênfase em responsabilizar o mundo, as circunstâncias da vida, o meio onde vivem, a política, os outros, o diabo [até existe o famigerado ditado que diz que "o diabo são os outros"]....e uma crescente tendência em se isentar, em livrar-se da responsabilidade pessoal de seus atos, e por conseguinte da consequência destas ações, diante do Corpo de Cristo, a Igreja, e principalmente diante do Senhor Deus.

Creio, sinceramante, que a trave em seus olhos é tamanha que não somente não percebem seu próprio ferimento, como não compreendem como este ferimento machuca e compromete o Corpo de Cristo.


...: Continua :...

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

...: Primeiros passos [parte 1] :...

Ainda hoje existe uma coleção de livros de bolso chamada Primeiros passos. Li alguns deles por ocasião da elaboração da monografia para conclusão da graduação em Economia, época em que dava os primeiros passos no Caminho. =]


Primeira convertida em casa, vivia sob o "fio da navalha" como se diz, porque não é fácil se livrar de maus pensamentos, que geram hábitos, atitudes e costumes errados de um dia para o outro, não é mesmo?

Bem diz a Bíblia que somos transformados de glória em glória [conforme 2 Coríntios 3: 18], mas, até avançar nesta caminhada, muito martelava na minha cabeça a Palavra de Mateus 3: 8, que diz: "Produzi frutos dignos de arrependimento".


"Mas que frutos, ou ações, seriam estas?", eu pensava. Em Lucas 3: 10 - 18, vemos João Batista explicando isto para aqueles que o seguiam. Que alívio saber que eu não era a única confusa - e que tristeza ao constatar que o homem não mudou muito em milênios...

Hoje, porém, sei claramente porquê era difícil entender esta verdade: eu não me arrependia [todas as vezes que cometia um erro contra alguém - e geralmente cometemos um erro contra outro]. E, se não há esta consciência do erro, por parte de quem o pratica, consequentemente não há arrependimento, tampouco pedido de perdão.

Como se fosse pouco, não somente costumamos não reconhecer nosso erro, como temos a tendência de culpar o outro - o que vêm desde a queda do homem [veja Gênesis 3], onde Adão joga a culpa por ter desobedecido ao Senhor Deus em Eva, "a mulher que me deste" [Gênesis 3: 12].

Então, somada à desobediência e a transferência de responsabilidade, temos que o homem começa a questionar ao Senhor. Mas Deus, amoroso e compassivo que é - aleluia! - demonstra em Cristo Jesus Sua vontade em nos ter de volta, reconciliados com Ele [Colossenses 1: 20; João 3: 16 - Ele deu o Seu único Filho; Romanos 5:8 - Ele prova o Seu amor para conosco...].

Como já compartilhei aqui, a batida de João 15: 16 foi determinante para que eu abrisse a porta do meu coração ao Senhor Jesus Cristo. Este verso diz: "
Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda".

O começo da minha história. O primeiro fruto tinha que ser de arrependimento que, para mim, são ações que demonstram minha consciência do erro, um sincero lamento por tê-lo cometido e o firme desejo, o propósito de não mais repetí-lo.

... Continua...

domingo, 26 de setembro de 2010

...: Santas eleições :...

No próximo domingo [03/10] teremos eleições no Brasil. Nos últimos meses, em todos os lugares, ouvimos propostas de melhoria para área de economia, saúde, trabalho, transporte.... descobrimos muitas coisas erradas...

O Tribunal Regional Eleitoral fez uma série de propagandas para alertar a população sobre a importância do voto e da escolha dos candidatos, afinal, estas pessoas serão responsáveis pela gerência do nosso amado Brasil pelos próximos quatro anos.

Considere, por um momento, o nosso país como sua casa. Agora responda: você colocaria um ladrão para cuidar da sua casa? E uma pessoa mentirosa? Bom, é provável que você não colocasse um assassino, mas, e uma pessoa invejosa e adúltera?

Se você disse "não" a qualquer uma ou a todas as perguntas, ficará surpreso em saber que nem você, nem eu, poderíamos ser eleitos. Não acredita? Vamos adotar os 10 Mandamentos como regras eleitorais.

Agora, responda: já pegou uma caneta, clipe, folha de papel, ou qualquer outro objeto que não te pertencia, e não devolveu? No escritório, ou mesmo em casa, pediu para dizerem que não estava porque não queria atender alguém que te procurava, pessoalmente ou por telefone? Já ficou triste quando alguém conseguiu algo que você queria? Já olhou para uma mulher, ou homem, com desejo sexual?

Se julgados por estas regras eleitorais, teríamos - eu e você - quebrado 4 dos 10 mandamentos- e pela Lei Mosaica, só por um estaríamos condenados. E de modo bem, bem simplista, mas eficiente, entenda que toda quebra de Lei chama-se pecado.

Agora, sabe o que é mais surpreendente? Mesmo sem condição alguma, Deus nos elegeu, nos escolheu, para sermos Seus: Vejamos Deuteronômio 6:7, Efésios 1:4 e Romanos 5:
6-8, transcrito abaixo:

"Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores."


Você deve estar pensando: mas como um Deus Santo, Justo, Puro pode aceitar alguém como eu? Deus mesmo proveu, criou um plano para que ficássemos com nossa Ficha Limpa: Jesus Cristo - Vejamos
João 3: 16 e 5: 24; Efésios 2:8,9, transcrito abaixo, e Hebreus 9: 11-15, 22, 24 a 28:

"Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie."

Se ainda assim persistem dúvidas, leia e medite com atenção nesta passagem - que falou muito ao meu coração, quando de minha conversão, porque o Senhor acalmou meu coração, dando-me plena certeza de que sou dEle: João 15: 16:

"
Não me escolhestes vós a Mim, mas Eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em Meu nome pedirdes ao Pai Ele vo-lo conceda."

O Senhor Deus nos elegeu, escolheu para vivermos com Ele para sempre - veja Apocalipse 2: 7b; 2: 11; 2: 17; 3: 5; 3: 12; 3: 21; 21: 1 - 7.

Agora é com você - se ainda não fez esta decisão para assumir ao cargo para o qual foi eleito antes da fundação do mundo [conforme Efésios 1: 4] . Aceitas assumir sua função, como membro do Corpo de Cristo, e com recompensa eterna? Desejas assumir sua cadeira, assentando-se nos lugares celestiais [conforme Efésios 2:6]?

Aos meus amados irmãos, deixo para reflexão as passagens de Filipenses 1: 27, Colossenses 3: 12 - 14 e 2 Pedro 1: 3 - 11.

Que o Senhor Deus, poderoso para fazer tudo mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos [Ef 3: 20], possa completar esta mensagem em nossos corações. Ao Rei dos reis seja toda honra e toda glória!

Em nome e no amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]

terça-feira, 7 de setembro de 2010

...: Depende de nós :...

Há 25 anos, geralmente no segundo semestre de cada ano, somos convidados a relaizar uma doação de determinadas quantias em dinheiro com o objetivo, dizem, de dar esperança a uma criança.

Depois de muitos questionamentos o canal de televisão, que promove um espetáculo com os artistas da Casa para incentivar a doação - feita no país e no exterior, passou a divulgar onde tal verba é empregada. Em geral, são instituições não governamentais, de caráter assistencial nas áreas cultural, religiosa e de ensino profissionalizante.

Isto, porém, não foi suficiente para responder outras perguntas, como o número de crianças e jovens efetivamente atingidos pelo programa que não se envolvem com a criminalidade, qual a classe de valor destinada para cada projeto, se há registros de desvios e o que acontece com o infrator e por último, mas não menos importante, se a formação profissional e espiritual dada são realmente a única esperança a dar para uma criança...

Não tenho nada contra programas de televisão que arrecadam dinheiro para vítimas de catástrofes - como os moradores das regiões norte, nordeste e sul, que sofreram com as enchentes, ou do terremoto no Haiti, ou ainda para hospitais - como a AACD ou Hospitais que oferecem tratamento para câncer. Ou ainda para crianças.

Preocupa-me claramente, porém, ver irmãos doando dinheiro para financiar instituições que, entre outras coisas, ensinam para crianças como se fosse cultura popular, práticas e símbolos de crenças que se opõem frontalmente às Escrituras - especialmente quando sabemos qual é a verdadeira fonte de toda a esperança - veja Romanos 15:4, 8:24, 1 Pedro 1: 3 e 3:15.

Sei que há outros mas gostaria de destacar, neste sentido, o trabalho feito pela APEC - Aliança Pró Evangelização das Crianças. Participei de uma atividade de capacitação para professores de EBD na cidade onde moro há
2 anos, aproximadamente, e tenho acompanhado desde então a seriedade e compromisso com a importante obra de levar o Evangelho às crianças - tão carentes da glória de Deus como qualquer adulto.

Em Seu ministério, Cristo prometeu recompensar a bondade feita às crianças [Mateus 10: 42], advertiu contra o desprezo aos pequenos [Mateus 18: 10] e usou-os como exemplo para àqueles que desejam entrar no Reino dos céus [Mateus 18: 2, Marcos 10: 14 e 15, Lucas 18: 6].

E o exemplo
dos pequeninos em que devemos nos espelhar refere-se à dependência, confiança e obediência ao Pai [Lucas 22: 42; João 5: 19; 12: 49,50; 14:31; Romanos 5:19], humildade [Mateus 18: 4], simplicidade [Lucas 18: 16 e 17], inocência [1 Coríntios14: 20].... há ainda outros, mas acredito que estes versos são suficientes para mostrar o quanto é possível aprendermos com as crianças, se queremos ser identificados como filhos de Deus.

Sabendo que a única e verdadeira fonte de esperança está em Deus, clamemos para que tenhamos a sabedoria do alto para compartilhar - se preciso for com palavras - sobre o infinito e incomparável amor do Pai com as crianças. [Veja Provérbios 22: 6, Lucas 1: 57 - 66, 76 - 80]

Oremos pelos ministérios dedicados aos pequenos - pelo que há de ser ensinado, para que a semente lançada venha a cair em terra fértil; pela vida dos professores, especialmente à área espiritual, que sejam idôneos, fiéis, cheios do Espírito Santo de Deus...

Orar indubitavelmente é muito importante, mas agir para doar tempo, dinheiro e talento também é. Tiago, no capítulo 2, versos 14 a 26 de sua carta, enfatiza claramente que "a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma".

Então, se por qualquer motivo, você [ou alguém que você conheça] ainda resiste à realização do trabalho de evangelização com crianças, seja por instituições, seja dentro da igreja onde você congrega, recomendo a leitura do texto Abuso Espiritual, extraído do site Cristianismo Hoje.

Oro para que o Senhor nosso Deus possa completar esta palavra em nossos corações.

No amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]

sábado, 21 de agosto de 2010

...: Salmos 78: 24 e 25 :...


Oie! =]

Cumprindo uma promessa de dias, segue a receita desta torta salgada da foto acima - super simples, e fica uma delícia!!! [ninguém na igreja reclamou hehehehehe]

Ainda fico devendo a receita da mousse de leite ninho, mas é só aguardar, que em breve aparece por aqui. =]

Aproveitem para se aventurar na cozinha, neste lindo dia que o Senhor fez!! [Salmos 118: 24]

Um beijinho, e um abençoado fim de semana para vocês! ;]

Andreia =]


Torta salgada ligeira

* Ingredientes para massa

1 ovo
6 colheres [sopa] bem cheias de farinha de trigo
1 colher [sopa] de orégano
1 colher [sobremesa] de fermento
1/2 cebola, cortada miúdinha
1 e 1/2 xícara [chá] de leite
1/2 xícara [chá] de óleo

* Ingredientes para recheio

Óleo para refogar e alho a gosto
1 xícara [chá] de bacon picado
2 xícaras [chá] de lingüiça calabresa
1 cebola picada
Cebolinha, salsinha, e demais condimentos a gosto

* Modo de preparo

Em uma tigela funda, misture todos os ingredientes secos da massa, acrescentando os líquidos por último. A massa deve ficar maleável, mas não muito mole. Despeje-a numa forma rasa e reserve.

Para o recheio, refogue no óleo o alho, a cebola, o bacon e a calabresa, mexendo sempre para não grudar. Coloque cebolinha, salsinha e demais condimentos de sua preferência com o fogo já desligado, mas a panela ainda quente.

Coloque o recheio ainda quente na massa, afundando com uma colher para fixar bem. Asse em forno com temperatura média até ficar corado.

A massa é básica, então o recheio fica de acordo com sua vontade e criatividade. Eu utilizei o que tinha na geladeira numa tarde de domingo. =]

Bom apetite! ;]

domingo, 15 de agosto de 2010

...: 1 Pedro 2: 21 - final :...

...: Continuação :...

Uma boa ilustração para entendermos a diferença entre sacrifício e colaboração está na estória de uma contenda entre o porco e a galinha, sobre como ajudar a saciar a fome os demais bichos da fazenda.

Ao sugerirem ovos com bacon, o porco prontamente protestou. Seu argumento? A galinha colaboraria com os ovos, enquanto ele seria sacrificado para prover o bacon.

Em Lucas 21: 1 - 4 e Marcos 14: 3 -5 temos exemplos de sacrifícios que agradam a Deus. Em Marcos, a mulher quebrou o frasco de um perfume caro, cujo preço era equivalente a um ano de trabalho, para demonstrar seu amor ao Senhor. Que o Senhor nos faça lembrar, e não nos deixe esquecer, que o amor, o perdão, a gratidão, entre tantas outras boas qualidades e frutos, se manifestam em atos concretos.

Ao manifestamos nosso desejo e convicção de servir ao Senhor, muitos podem se levantar falando que tal atitude é um desperdício. Mas, creia, o Senhor sabe recompensar os que Lhe servem. [veja 1 Coríntios 15: 58]

Em 2 Samuel 24: 21 a 25, Davi não queria oferecer algo que não lhe custasse nada. Então, temos que pensar sobre o modo como estamos servindo ao Senhor. Não importa a quantidade mas a qualidade do nosso serviço a Ele.

O verso 2 de Romanos 12 fala de não nos conformarmos com este mundo. Em espanhol, há uma tradução que diz "não permita que o mundo o molde". Nós somos chamados, resgatados, limpos, justificados, santificados para sermos luz, embaixadores da mensagem do Evangelho.

Em Atos 16 vemos a transformação de uma cidade promovida pela chegada do Evangelho - e em um período em que não existia a facilidade da internet, correios [como conhecemos hoje], automóveis, revistas, livros...

Que o Senhor nos ajude a sermos assim, e que também possamos ter o desejo de agir como os embaixadores que nos antecederam. Nossa transformação deve estar em constante evolução [veja 2 Co 3:18]; no que estiver em seu alcance, não permita que sejas transformado pelo mundo.

Em Romanos 12: 1, Paulo fala da nossa relação com Deus. No verso 2, da nossa relação com o mundo. O verso 3 deste capítulo fala do nosso relacionamento com os irmãos. E para um bom relacionamento com meu irmão, meu próximo mais próximo, tenho que ter uma boa estima de mim mesmo, certo de ser aquilo que Deus quer que eu seja.

Devo pensar que se não sei tudo [e não sabemos mesmo!], posso desfrutar das coisas que outro irmão sabe, porque somos parte do mesmo corpo, o Corpo de Cristo Jesus. Paulo conclui este raciocínio em 2 Coríntios 5: 14 e 15.

Devemos agir por amor, pelo que o Senhor é, tem e faz por mim e para mim. Porque a vida não é minha, mas dEle. Então, temos que estar dispostos a oferecer esta vida, que é dEle, em sacrifício - negando e abrindo mão da minha vontade, do que me é cômodo - para satisfazer ao Senhor, fonte de eterna e incomparável satisfação do crente.

Que o Senhor possa completar este estudo de Sua santa Palavra em nossos corações.

No amor de Cristo Jesus, nosso Senhor e Salvador,

Andreia =]

--------------------------------------------------
Utilizei 1 Pedro 2: 21 para nomear estes textos porque relembrei-me de uma característica da vida cristã, registrada nesta preciosa carta: "Porque para isto sois chamados;
pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas." [Almeida Corrigida e Revisada, Fiel]

Sobre a foto do lindo cordeirinho, medite em João 10, especialmente o verso 27. =]

sábado, 14 de agosto de 2010

...: 1 Pedro 2: 21 - parte 1 :...


Oie! =]

O texto que compartilho abaixo é inspirado no estudo intitulado "As características da vida cristã"*, ministrada pelo irmão José Maria Iturriaga, da Igreja Evangélica Neotestamentária de Posadas, Argentina.

O texto base é Romanos 12: 1 a 12, que segue transcrito abaixo, na versão da Nova Tradução da Linguagem de Hoje.

"1 - Portanto, meus irmãos, por causa da grande misericórdia divina, peço que vocês se ofereçam completamente a Deus como um sacrifício vivo, dedicado ao Seu serviço e agradável a Ele. Esta é a verdadeira adoração que vocês devem oferecer a Deus.
2 - Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a Ele.
3 - Por causa da bondade de Deus para comigo, me chamando para ser apóstolo, eu digo a todos vocês que não se achem melhores do que realmente são. Pelo contrário, pensem com humildade a respeito de vocês mesmos, e cada um julgue a si mesmo conforme a fé que Deus lhe deu.
4 - Porque, assim como em um só corpo temos muitas partes, e todas elas têm funções diferentes,
5 - assim também nós, embora sejamos muitos, somos um só corpo por estarmos unidos com Cristo. E todos estamos unidos uns com os outros como partes diferentes de um só corpo.
6 - Portanto, usemos os nossos diferentes dons de acordo com a graça que Deus nos deu. Se o dom que recebemos é o de anunciar a mensagem de Deus, façamos isso de acordo com a fé que temos.
7 - Se é o dom de servir, então devemos servir; se é o de ensinar, então ensinemos;
8 - se é o dom de animar os outros, então animemos. Quem reparte com os outros o que tem, que faça isso com generosidade. Quem tem autoridade, que use a sua autoridade com todo o cuidado. Quem ajuda com os outros, que ajude com alegria.
9 - Que o amor de vocês não seja fingido. Odeiem o mal e sigam o que é bom.
10 - Amem uns aos outros com o amor de irmãos em Cristo e se esforcem para tratar uns aos outros com respeito.
11 - Trabalhem com entusiasmo e não sejam preguiçosos. Sirvam o Senhor com o coração cheio de fervor.
12 - Que a esperança que vocês têm os mantenha alegres; agüentem com paciência os sofrimentos e orem sempre."

Os versos finais falam de ter alegria, sofrer e ser constante. Estamos dispostos a isto? Algumas edições de Bíblias trazem um título para abrir o capítulo a estudar, e em um destes - como a NTLH - fala sobre o serviço cristão. Paulo, em suas cartas, sempre fala de uma parte teórica e outra prática no serviço para Cristo.

Em Efésios 1:3, Paulo fala que estamos em regiões celestiais e depois fala em como agir de acordo com esta realidade. Em Romanos, Paulo precede o capítulo 12 falando no amor de Deus, que para nos alçar à posição celeste, veio a terra e sofreu na cruz, em nosso lugar.

No capítulo 12, o apóstolo nos mostra características de Deus - Sua misericórdia, ou seja, Sua capacidade de se pôr no nosso lugar - Sua bondade, Seu zelo, entre outras qualidades, e mesmo sabendo de todos os nossos erros e falhas, Ele nos ama e nos quer junto de Si, e em Seu serviço.

Em Hebreus 2: 17, 18 e 4: 15, 16, vemos melhor este conceito. Temos que remover de nossa mente qualquer ideia de que o Senhor seja carrasco. Sim, Ele é Justo e punirá o pecado, mas é misericordioso. Na Argentina há um ditado que diz que amigo é aquele que sabe tudo sobre você e, ainda assim, é seu amigo. E o Senhor Deus, o Eterno e Todo-Poderoso, quer ser nosso amigo.

Outra palavra de Romanos 12 que cabe destaque é sacrifício. No conceito bíblico, significa esforço voluntário - ou seja, é algo que não gostaria de fazer por minha própria vontade ou desejo. Mas decido empreender este esforço, voluntaria e conscientemente, em sinal de obediência a Deus.

Se considerarmos o sacrifício que Deus propôs e cumpriu em Jesus Cristo, não seria razoável crer que deveríamos fazer o mesmo? Contudo, muitos crentes querem colaborar e não sacrificar.

...: Continua :...

-----------------------------------------------------------------
* O estudo - ministrado na Igreja Evangélica Neotestamentária da Vila Planalto, em Campo Grande/MS, no dia 01 de agosto de 2010 - foi escrito com base no que ouvi, mas não foi transcrito, ipsis litteris. Foram adicionadas referências e observações pessoais ao realizar as anotações.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

...: Mas eu sei que um dia a gente aprende - parte II :...

Neste quase mês em que cortei meu dedo, finalmente entendi outra coisa que, na verdade, sabemos, mas às vezes só prestamos atenção na base da força: um machucado leva tempo para cicatrizar.

Levou uma semana para o machucado do meu dedo fechar, parar de sangrar...e hoje, quase 1 mês depois da arte, ainda tenho uma cicatriz, que não me deixa esquecer o cuidado que tenho que ter com as facas que o papito amola para mame.

É bom eu saber disto, ainda que aconteça de eu me machucar novamente.

E este cuidado simples para a vida vale, e muito!, na nossa carreira cristã. Porque, como já disse Alexander Pope: "Errar é humano, perdoar é divino".
Vamos errar novamente, conscientemente ou não. E só vamos conseguir perdoar, e ser perdoados, com o Senhor trabalhando ao longo do tempo.

O perdão e o amor - que cobre uma multidão de pecados, como diz I Pedro 4:8 - são os melhores remédios para usar nos acidentes que sofreremos nesta longa corrida, até encontrarmos nosso Senhor e Mestre. É somente nEle e com Ele que aprenderemos como aplicar, e também como receber, este bálsamo.

Recomendo a leitura do ótimo
O Poder terapêutico do perdão, de Ray Pritchard [Ed. Mundo Cristão], instrumento de edificação para mim sobre este tema. Ainda que fiquem cicatrizes destes acidentes, esta marca deve servir somente para nos lembrar o cuidado que devemos ter com os membros do Corpo de Cristo, do qual fazemos parte.

O título deste post é trecho de uma música chamada Mais uma vez, do falecido cantor Renato Russo. A frase seguinte ao trecho diz "Se você quiser alguém em quem confiar/Confie em si mesmo". No Corpo de Cristo, isto não funciona - aliás, em lugar nenhum.

Se você quer alguém em quem confiar, para curar as feridas do seu coração, da sua alma e espírito, procure o Senhor Jesus Cristo. O Filho Unigênito de Deus é o único que pode fazê-lo.
Somente em Cristo Jesus podemos experimentar e conceder o perdão [que] lhe permite deixar o passado para trás e avançar para o futuro [1].

Que Cristo Jesus, que vive e reina para sempre, ajude-nos a viver em paz uns com os outros, e a perdoar sempre.

No amor dEle,

Andreia =]

-----------------------------------------------------------------------------------------
[1] PRITCHARD, R. O poder terapêutico do perdão. São Paulo: Mundo Cristão, 2006, pp 33.


quinta-feira, 8 de julho de 2010

...: Mas eu sei que um dia a gente aprende - parte I :...


Oie! =]

Já cortaram o dedo?

Há dois domingos, eu cortei o dedo polegar da mão esquerda numa arte na cozinha - logo mais, coloco a receita da torta salgada, super fácil!

Confesso: choraminguei...o corte foi um pouco fundo, e doeu...Foi complicado lavar meus cabelos e passar meus creminhos, mas, sobrevivi! =]

Indo para o culto  percebi que, finalmente, tinha aprendido a Palavra de I Coríntios 12.

"12 - Cristo é como um corpo, o qual tem muitas partes. E todas as partes, mesmo sendo muitas, formam um só corpo.
13 - Assim, também, todos nós, judeus e não-judeus, escravos e livres, fomos batizados pelo mesmo Espírito para formar um só corpo. E a todos nós foi dado de beber do mesmo Espírito.
14 - Pois o corpo não é feito de uma só parte, mas de muitas.
15 - Se o pé disser: 'Já que não sou mão, não sou do corpo', nem por isso deixa de ser do corpo.
16 - Se o ouvido disser: 'Já que não sou olho, não sou do corpo', nem por isso deixa de ser do corpo.
17 - Se o corpo todo fosse olho, como poderíamos ouvir? E, se o corpo todo fosse ouvido, como poderíamos cheirar?
18 - Assim Deus colocou cada parte diferente do corpo conforme Ele quis.
19 - Se o corpo todo fosse uma parte só, não existiria corpo.
20 - De fato, existem muitas partes, mas um só corpo.
21 - Portanto, o olho não pode dizer para a mão: 'Eu não preciso de você'. E a cabeça não pode dizer para os pés: 'Não preciso de vocês'.
22 - O fato é que as partes do corpo que parecem ser as mais fracas são as mais necessárias,
23 - e aquelas que achamos menos honrosas são as que tratamos com mais honra. E as partes que parecem ser feias recebem um cuidado especial,
24 - que as outras mais bonitas não precisam. Foi assim que Deus fez o corpo, dando mais honra às partes menos honrosas.
25 - Desse modo não existe divisão no corpo, mas todas as suas partes têm o mesmo interesse uma pelas outras.
26 - Se uma parte do corpo sofre, todas as outras sofrem com ela. Se uma é elogiada, todas as outras se alegram com ela."
I Coríntios 12: 12 - 26 - NTLH

Ninguém que se machuca, ou que machuca a alguém, fica feliz com isto. Mas, uma vez machucado procura se cuidar para que a saúde seja restaurada logo - eu usei rifamicina e coloquei band-aid.

Na vida cristã não é diferente. Um comentário, uma atitude, até mesmo um olhar - dado ou recebido por nós - é capaz de machucar a alma. Mesmo sem querer, posso fazer algo que entristeça a meu irmão - e ele também em relação a mim.

Na Bíblia lemos, em Provérbios 18: 19a, que "
O irmão ofendido é mais difícil de conquistar do que uma cidade forte".
Isto me alerta sobre o cuidado que devo ter com o que penso, o modo como falo e a forma como ajo com meus irmãos, pois somos todos partes do Corpo de Cristo. "Vocês são o povo de Deus. Ele os amou e os escolheu para serem dEle. Portanto, vistam-se de misericórdia, de bondade, de humildade, de delicadeza e de paciência.

Não fiquem irritados uns com os outros e perdoem uns aos outros, caso alguém tenha alguma queixa contra outra pessoa. Assim como o Senhor perdoou vocês, perdoem uns aos outros. E, acima de tudo, tenham amor, pois o amor une perfeitamente todas as coisas. [...]

Que a mensagem de Cristo, com toda a sua riqueza, viva no coração de vocês! Ensinem e instruam uns aos outros com toda a sabedoria. Cantem salmos, hinos e canções espirituais; louvem a Deus, com gratidão no coração". Colossenses 3: 12-14 e 16 - NTLH


Do mesmo jeito que nos incomoda um dedo machucado na mão, temos que nos sentir incomodados se percebemos um irmão ferido no Corpo de Cristo.

É claro que não é fácil. Meu lado rinoceronte de ser pode achar que é frescura, exagero ou uma bobagem.

Daí, lembro do meu dedo: o corte afetou toda a mão - ficou ruim de pegar objetos, lavar a louça..., o braço - já que não pude andar com a mão para baixo, porque voltava a sangrar, o ombro - que começou a doer por ser forçado a ficar numa só posição....

E pensar que tudo começou com um corte no dedo...

...: Continua :...

quinta-feira, 17 de junho de 2010

...: Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim - final :...


Com Marta também aprendemos a Quem recorrer diante dos problemas, sejam estes aparentemente fáceis - como uma ajuda na cozinha, ou não - como uma enfermidade e morte. Nossas respostas estão em Cristo Jesus - veja Lucas 10: 40, 41 e João 11: 20 - 26.

Marta e Maria, cada uma a sua maneira, ofereceram seu melhor ao Senhor - a primeira serviu ao Senhor com trabalho, a segunda, serviu ao Senhor com bens - veja João 12: 2 e 3. O Senhor nos aceita com nossas personalidades - Marta não deixou de ser pró-ativa e prática, tampouco Maria deixou de ser mais calma, contemplativa - mas nos torna melhores, para nós, para os outros e, principalmente, para Ele. Aleluia! =]

Em Lucas, Marta, reclamou com o Senhor quando sua irmã não a ajudou, e Maria descansou, aparentemente nem se comoveu com a reclamação. Em João, Marta serve sem reclamar, e Maria expressa sua devoção concretamente, de modo visível e prático.

Com elas, aprendemos sobre Jesus Cristo, Sua obra e Seu amor para com todos: João 10:10b, João 11: 25-27. Na versão da Bíblia Viva, lemos, como resposta de Marta: "Eu creio que o Senhor é o Messias, o Filho de Deus, Aquele que há tempos estamos esperando".

Em Isaías 30:18 [Bíblia Viva], vemos que "(...) o Senhor ainda espera que vocês voltem para Ele, para mostrar o quanto Ele os ama. Ele vai demonstrar o Seu amor com grande poder, porque o Senhor é um Deus justo e fiel. Felizes são as pessoas que dependem dEle".

Ainda hoje, pela Sua santa e viva Palavra, o Senhor espera para ter misericórdia de nós, mas vindo ao nosso encontro, chamando-nos: "Vinde a Mim".

Para pessoas como Marta, Ele diz:
"Vinde a Mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei." Para pessoas como Maria, prossegue: "Tomais sobre vós o Meu jugo, e aprendei de Mim, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vossas almas. Pois o Meu jugo é suave, e o Meu fardo é leve" como relatado em Mateus 11:28 - 30.

Se você, amado leitor, ainda não atendeu ao chamado do Senhor, que possa fazê-lo sem demora. Provai e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nEle confia. Sl 24:8

Se já és ovelha deste precioso e incomparável aprisco, mantenha-se firme nos braços do nosso amado Pastor. Como Marta e Maria, que possamos aprender mais dEle e obedecê-Lo, para experimentar "a boa, agradável e perfeita vontade de Deus" Rm 12:2.

No amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]

----------------------------------------------------------------------------------------
Compartilhei este estudo com as irmãs, em um Chá das Amigas, realizado em 12.06.2010.
A receita da torta de banana iniciou esta série, à pedidos, porque resolvi mostrar meu lado Marta no domingo. =]