sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

...: Quando a família cresce :...

Não tenho filhos, e não sei se um dia os terei. Mas já ajudei no cuidado de crianças, filhos de amigos e minha sobrinha.

Daí, e depois desta viagem ao MT, pude perceber que assim como filhos naturais, filhos espirituais demandam muito cuidado. Precisam de amor, alimento, atenção, proteção...

Em algumas cartas de Paulo, ele fala de filhos da fé [I e II Tm 1:2, Tt 1: 4], e é assim que temos que cuidar dos novos irmãos em Cristo, como bebês, filhos que dependem de nós, pois realmente eles sairam da morte para a vida - e é uma vida nova em todos os sentidos.

Em Pv 22:6, na NTLH, está escrito: "Eduque a criança no caminho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele."

Devemos fazer isto, de acordo com o grau de entendimento de cada um: em I Pedro 2:2 , vemos a comparação de desejarmos a Palavra como crianças recém nascidas precisam de leite. E geralmente é assim quando nos convertemos - e bem pode continuar por todo o tempo de vida cristã... - uma pessoa que se converteu ontem dificilmente entenderá hoje de arrebatamento, tribulação, segunda vinda....

A medida que vamos caminhando na vida cristã, no comunhão e convívio com os irmãos, na oração, na leitura da Palavra, aprendemos mais as Sagradas Escrituras, como podemos ver no exemplo de Timóteo, em 2 Tm 3:15.

Nesta passagem, Paulo relembra a infância de Timóteo, ou seja, quando ele era criança mesmo - e
que alegria saber que a Palavra é maravilhosamente clara que mesmo crianças entendem!. Mas, creio que este trecho também serve para ilustrar a ideia de que novos convertidos, na sua primeira infância da vida cristã, tem diferentes graus de entendimento, que serão aperfeiçoadas ao longo do tempo.

Amados, imagino que, se não fora assim, por que João usaria palavras como "filhinhos, pais, meninos, jovens"? Veja I João 2, com atenção aos versos 1, 12-14, 18, 28, e também o capítulo 3. Acredito que, aqui, tanto ele pode ter se referido a pessoas com idade cronológica diferente, como pessoas com graus de maturidade diferentes no que se refere a experiência cristã.

Sabendo destas diferenças, temos que usar de amor, paciência, proteção contra heresias ...vejamos Gálatas 6: 1-16, Efésios 4: 1- 16, Colossenses 2, e 3: 1 - 17.

Como sempre digo, não é fácil seguir a Cristo, mas é possível! =]

Que o Senhor nos ajude a seguí-Lo e serví-Lo, especialmente no cuidado com nossos novos irmãos! Eu já falhei muito nisto, e sabe Ele como clamei para melhorar....peço orações também a vocês, amados, não só por mim, mas pela Igreja....temos falhado miseravelmente em levar a Palavra, bem como na edificação do Corpo de Cristo. Muitas vezes, paramos tão logo a pessoa aceite o precioso presente da Salvação que Deus em Cristo amorosamente oferece.

Mas, precisamos ir além, andar a outra milha...Orar, e agir, para que haja ensino sadio e puro da Palavra...para que voltem às Escolas Bíblicas aos domingos, ou no dia apropriado, pois cada vez mais, nos nossos dias, vemos o quanto o povo erra por não conhecer as Escrituras [cf Mt 22: 29a]...

Que o Senhor nos ajude, e abençoe o bom trabalho daqueles que já o tem feito.

Um fraterno abraço, no amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]


Nenhum comentário: