domingo, 28 de fevereiro de 2010

...: Estou aqui pra louvar :...


No Senhor me refugio.
Como, pois, dizeis à minha alma: Foge para a vossa montanha como pássaro?
Pois, olha, os ímpios armam o arco; põem as flechas na corda, para com elas atirarem, às ocultas, aos retos de coração.
Na verdade que já os fundamentos se transtornam, que pode fazer o justo?

O Senhor está no seu santo templo; o trono do Senhor está nos céus.

Os seus olhos estão atentos, e as suas pálpebras provam os filhos dos homens.

O Senhor prova o justo, mas a sua alma aborrece o ímpio e o que ama a violência.


Salmos 11: 1 - 5 [extraída da Bíblia Thompson]

Oie! =] Estou aqui pra louvar, como diz a música do Diante do Trono, Bênçãos que nem sei contar.

Era uma tarde tranquila, e eu e mame fomos ao centro da cidade, na véspera do feriado de carnaval - infelizmente, o Brasil faz feriado para as pessoas que acham que podem cometer as maiores loucuras em uma "festa", que só faz sujar as cidades e perturbar o sono das pessoas que ainda trabalham....tema para outro post... - para pesquisar preços de um eletrodoméstico.

Depois da pesquisa, passamos no supermercado, e fomos para o ponto de ônibus para voltar para casa [ainda não sei dirigir....motivo de oração!! muita oração!! sabe como é, postes são seres violentos, ficam avançando nos carros....risos].

De repente, um rapaz de mais ou menos 25 anos, com os dois braços tatuados, visivelmente alto* e com um copo de aguardente na mão, se aproxima de mim e de mame - que esperávamos neste ponto de ônibus com mais ou menos outras dez pessoas - dizendo "boa tarde", e estende-me a mão.

Embora reticente, retribui o cumprimento, e o rapaz, segurando minha mão, disse que estava armado, e que faria um arrastão** ali, e que não gritássemos, não tentássemos correr, nem chamássemos a polícia - com uma cabine há menos de 200 metros de onde estávamos - pois, neste caso, ele atiraria em todo mundo. "Não tenho nada a perder", concluiu calmamente.

Deus me revestiu de calma, afinal, o que eu poderia fazer? Não sei vocês, mas eu não gosto da ideia de pagar para ver. Não neste caso...

Então, ainda com a minha mão segura na mão do jovem ladrão, olhei para ele e disse: "Moço, que Deus tenha misericórdia da sua alma, é só o que posso te dizer".

A expressão do rosto dele mudou.

"Você é evangélica?".

"Sou crente em Cristo Jesus", respondi.

Ele, então, se desarmou...pediu que orássemos por ele, pois acabara de sair de um presídio, e queria sair desta vida errada que vivia, mas não conseguia. Mame, chorando, pediu que ele abandonasse a bebida, pois isto ajudava a destruir sua vida.

Conversamos por um pouco mais de tempo...ele tentou descobrir onde morávamos, o que, por motivos óbvios, não mencionei. O que vale ainda mencionar, desta história, foi a afirmação do jovem ladrão, de que não assaltaria ninguém ali mais, por conta de mim e de mame.

E em oração e tristeza, entramos no coletivo que nos trouxe em segurança para casa. Mame, antes de entrar, olhou para trás, em tempo de ver um irmão de um ministério chamado Resgate, que trabalha na recuperação de dependentes químicos, se aproximar do jovem ladrão.

Hoje, como desde este dia, temos louvado ao Senhor por tantos livramentos que Ele nos tem concedido. Realmente, são muitas, muitas bênçãos para contar.

Quem conhece a cidade onde moro - Campo Grande, em Mato Grosso do Sul - sabe que é uma capital com jeito de interior. Ruas arborizadas, largas...araras vermelhas e azuis cantando, e encantando, nossas tardes....muitas praças e espaços públicos de lazer....

Como outras cidades, têm problemas - e os principais problemas de boa parte das cidades reside no comportamento de seus cidadãos. E o que nós, que nos chamamos crentes, temos feito para mudar isto? Que tipo de testemunho temos oferecido para àqueles que ainda não estão no aprisco do Senhor?

Louvo a Deus não somente pela libertação de uma maldade que poderia ter afetado a mim, mame e as outras pessoas, física e materialmente. Sinceramente, isto seria o de menos. Mas é à libertação de uma vida de condenação eterna, de separação eterna de Deus, que temos que ser gratos e louvar continuamente.

Testemunhar do que temos visto, ouvido e vivido não é uma forma de adorar ao Senhor? De louvá-Lo?

Que o Senhor Deus, que vive e reina para sempre, possa completar esta palavra no seu coração.

No amor de Cristo Jesus, Senhor e salvador nosso,

Andreia =]

---------------------------------------------------------------------
* No caso empregado, visivelmente alto é uma expressão para dizer que a pessoa está bêbada, mas ainda consciente do que está fazendo.

** Arrastão é uma gíria usada para expressar o furto coletivo praticado em locais de grande concentração de pessoas, como praças e praias, geralmente, sem violência física. [não é o que vemos nos jornais, mas....é o que diz o dicionário]

Nenhum comentário: