quinta-feira, 20 de maio de 2010

...: Uma conversa sobre pedras... :...


Oie!

Nós, crentes, temos o hábito de conversar em crentês[1], quase sempre.

Dias atrás, não lembro o ensejo, sei que em determinada parte da conversa com mame, falei sobre alguns irmãos que parecem não se preocupar se suas atitudes se constituem em pedra de tropeço[2] para outros irmãos...

Pensando no termo - pedra de tropeço - lembrei-me, então, da passagem de Êxodo 17: 8 a 16, onde Moisés sobe ao cume do outeiro, com Arão e Hur, enquanto Josué e seus homens saem à luta contra Amaleque.

Enquanto Moisés estava com os braços erguidos, os israelitas prevaleciam, e quando abaixava, os amalequitas tomavam a dianteira. Vendo isto, Arão e Hur fizeram com que Moisés se assentasse em uma pedra, e eles, um a cada braço, mantiveram-lhes erguidos, e assim Josué derrotou os amalequitas.

Confesso que minha imaginação não é muito prodigiosa neste sentido, mas, sempre me ocorreu que Moisés ficou sentado, e Arão e Hur estão ao seu lado, com ao menos um joelho ao chão - o que, para mim, já deixa claro a humildade e o reconhecimento a Quem, de fato, estavam servindo.

Eles foram pedras de auxílio, suporte, para Moisés: não tentaram tomar a vara que estava em suas mãos [símbolo de autoridade e comunhão com o Senhor Deus], não brigaram para ver quem ficaria à mão direita dele [lembra quando o pai abençoava o primogênito?], não ficaram magoados por não levarem os créditos na vitória [veja o verso 13].

Como crentes em Cristo Jesus, todo dia estamos em luta - uma luta não "contra a carne e o sangue, e, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os poderes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais da maldade nas regiões celestes" [Efésios 6: 12]

Há também a luta contra nossa carne [3], e é aqui que vejo que temos que tomar cuidado para não nos tornarmos pedras de tropeço. Na minha ignorância, considerava os fracos na fé, que Paulo menciona em Rm 14, como sendo os novos convertidos.

Hoje, sentindo-me enfraquecida na minha caminhada com o Senhor, tenho visto, e sentido, o quê o descuidado com nossas atitudes pode causar. Assim, sincera e humildemente peço perdão a Deus, e aos meus irmãos, ao ser pedra de tropeço para vocês, consciente ou inconscientemente.

E rogo aos amados irmãos, à igreja de Cristo Jesus, que procure se manter pura e imaculada, vivendo dia-a-dia consciente do preço de nossa pureza: o sangue preciso de nosso Salvador.

Sigamos, pois, as coisas que servem para trazer a paz e para a edificação de uns para com os outros [Rm 14: 19], é a oração que faço ao Senhor, para nossas vidas!

Em nome de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

No amor dEle, que vive e reina para sempre,

Andreia =]

-------------------------------------------------------------------------------
Amados, as explicações a seguir [1 e 2] não são conceitos de dicionário, mas o que entendo dos termos.

[1] crentês - o modo de falar dos irmãos, cheio de expressões que somente outro crente entende com clareza [ou não....risos!].

[2] pedra de tropeço - maneira de pensar e agir que escandaliza ou leva outro irmão à queda, ou tropeços na vida espiritual.

[3] carne - a natureza humana deixada à vontade e dominada pelos seus desejos e impulsos (Gl 5:19; 6:8) - Dicionário de Bíblia Almeida, São Paulo: SBB, 2ª Edição, p39.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

...: O bom Pastor buscou-me :...

Oie! =]

Já ouviram este hino? É lindíssimo!

O dicionário define Pastor como quem cuida do gado, que é o nome comum dos animais criados no campo. O mundo em que vivemos é o nosso campo. Mas por que somos considerados como ovelhas?

Já leu Ezequiel? O capítulo 34, v 21 diz: "Visto como com o lado e com o ombro dais empurrões, e com as vossas pontas escorneais todas as fracas [...]".

O nosso comportamento é, em alguns [muitos!] momentos como o das ovelhas: damos empurrões e cabeçadas com nossos planos e ideias, sem admitir que estamos errados. Ferimos, com nossas palavras e ações [e omissões também!], uma pessoa que está precisando de ajuda e carinho como todos nós precisamos.

Ezequiel, nos versos 18 e 19 deste texto [cap 34], descreve ainda outro comportamento das ovelhas, especialmente quanto à sua alimentação: ainda que tenham o pasto mais novo e verde, e a água mais pura e fresca, elas voltam aos pastos estragados, sujos...à água lamacenta...

Fazemos isto quando reclamamos, nos queixamos da situação atual lembrando do passado - que provavelmente, à época, recebeu suas queixas. Eclesiastes 7:10 diz que nunca com sabedoria [a NTLH diz inteligência] perguntaríamos isto.

Este comportamento, por vezes, pode ser intensificado por maus e falsos pastores. Ezequiel deixa isto bem claro nos versos 3 a 5 [cap 34]. Além de uma seita, cujo pastor levou homens, mulheres e crianças a morte, também física, nos Estados Unidos, inevitável não pensar na horda que está contaminando os púlpitos pelo nosso Brasil...

Por estes e ainda outros motivos somos considerados ovelhas, que para crescerem fortes e sadias precisam do cuidado de um pastor: O Bom Pastor. A Bíblia nos mostra o Bom e Verdadeiro Pastor em João 10:11 - Jesus Cristo deu a Sua vida por amor às suas ovelhas.

Derramou Seu sangue para nos purificar dos nossos pecados - que transtornam nosso comportamento - e para nos resgatar dos ladrões e mercenários, isto é, do poder de satanás, e daqueles que lhe estão sujeitos, como podemos ver em Ezequiel 24: 11, 15, 16, Isaías 40:11 e Salmos 78: 52.

Em João 10: 16, Jesus diz que há ovelhas que ainda não são do Seu aprisco, ou seja, que não desfrutam da paz, da liberdade, e amor que só Ele dá. Para entrar neste aprisco, precisam passar pela porta, que é o próprio Jesus Cristo, como vemos em João 10: 7, 9 e 10.

Nos Salmos 100, verso 3, lemos: "[...] que o Senhor é Deus: foi Ele, e não nós, que nos fez povo Seu e ovelhas do Seu pasto".

Querido leitor, que hoje você possa se alegrar nesta certeza poderosa que o Senhor é o seu pastor, o único Deus vivo e que reina para sempre!! Que possa se regozijar por estar no aprisco do Bom, Fiel, Misericordioso e Eterno Pastor.

Se você percebeu que ainda não está neste aprisco, clame ao Senhor! A Bíblia diz, em Isaías 55:6: "Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto", e em Atos 2: 38, "Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Cristo Jesus para que os seus pecados sejam perdoados, e vocês receberão de Deus o Espírito Santo." [NTLH].

"Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo tu e tua casa" - Atos 16:31*.

Dê este passos - invocar ao Senhor, arrepender-se de seus pecados, e crer no sacrifício que Jesus Cristo fez para nos reconciliar com Deus - e cante conosco, como creio que cantaremos um dia na glória:

O Bom Pastor buscou-me
Bem longe do redil;
E com ternura achou-me
Caído, triste, vil.
As chagas com amor pensou
E ao lar nos braços me levou.

Sim, Jesus amou-me,
Com amor buscou-me,
Ele mesmo restaurou-me a Deus.
Por Seu sangue restaurou-me a Deus.


No amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]



-----------------------------------------------------------------------------------
* Há interpretações teológicas de que este texto constitui-se uma promessa em particular - somente para o carcereiro. Sinceramente, ainda que estudiosos considerem esta palavra específica, creio que Deus é perfeitamente capaz de realizar este milagre de salvação de uma pessoa e de sua casa - eu vivi isto. =]