quinta-feira, 18 de novembro de 2010

...: A mecânica dos solos - parte 1 :...

Para esta série, a leitura básica é Mateus 13: 3 - 23; 24 - 30.


Dias atrás, assisti a dois filmes,
O livro de Eli e o abençoado Fireproof [À prova de fogo].

O primeiro narra a saga de um homem com um chamado de Deus para, literalmente, levar a Palavra - ou o livro que dá nome ao título do filme - de onde ele estava, provavelmente o centro dos Estados Unidos, até a costa oeste, onde fica a única editora de livros, em grande parte destruídos após uma guerra que devastou o então mundo conhecido.

Nesta longa e perigosa jornada, Eli diariamente se alimentava da Palavra de Deus, guardada como jóia preciosa, tesouro incomparável...

O segundo filme fala de relacionamentos - o de cada pessoa com Deus, o das pessoas entre si - e destaca que a essência destas ligações, em termos verticais e horizontais, está em Deus. E, novamente, a Palavra é levada e apreciada por àquele que é, ao mesmo tempo, semeador e semeado.

No texto base, o Senhor Jesus Cristo fala do privilégio que podemos desfrutar, "
[...] porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus [...]", como lemos em Mateus 13:11. É uma condição tão especial, que o Senhor ainda diz, nos versos 16 e 17 deste mesmo capítulo:

"Bem-aventurados, porém os vossos olhos, porque veem; e os vossos ouvidos, porque ouvem. Pois em verdade vos digo que muitos profetas e justos
desejaram ver o que vedes e não viram, e ouvir o que ouvis e não ouviram".

Mas, em que condições está o solo do nosso coração?

Você já reparou naquele solo que fica à margem das rodovias e estradas, quando fez alguma viagem terrestre? O 1º solo da parábola do semeador é deste tipo. Não produz nada, no máximo, ervas daninhas. Recebe muita poluição dos carros e outros veículos que por ali circulam, e também muito lixo.

A versão desta parábola relatada em Marcos [4: 15], na tradução da Bíblia Viva, fala que este tipo de terra equivale a um coração duro. E o maligno vem tirar a Palavra, porque sabe que é o único martelo que quebra, esmiúça a dureza do nosso coração.

As traduções mais conhecidas trazem, em Jeremias 23: 29 - "
Porventura a minha palavra não é como o fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiúça a pedra?"

A versão da Bíblia Viva, deste mesmo verso, diz: "minha palavra queima como fogo. Ela é como um martelo que quebra a pedra mais dura, diz o Senhor".

O objetivo do inimigo é roubar, matar e destruir [João 10: 10 a]. Em Deus, por Cristo, temos vida, e vida em abundância [João 10: 10 b]. Somente em um coração livre de sua dureza e impureza, a Palavra pode prosperar, como a semente que brota em boa terra.

Em Isaías 55: 10 e 11, lemos: "
10 - Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, e dar semente ao semeador, e pão ao que come,
11 - assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.
"

Costumamos parar na primeira parte do verso 11 - que a palavra não volta vazia. E não volta mesmo. Mas, amados, não nos esqueçamos da continuação do verso: a palavra prosperará.

Vamos continuar levando a semente. O Senhor é quem a fará prosperar.

...: continua :...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

...: A beautiful exchange - conclusão :...


Sou extremamente feliz em saber que o Senhor Deus, Todo-Poderoso, quis estabelecer uma aliança eterna comigo, uma pobre pecadora. Graças ao sangue de Jesus Cristo, salva, mas ainda pecadora.

Ele sabe que ainda falho miseravelmente, mas ainda mantém os votos de amor, fidelidade, bondade, perdão, e tantos outros, comigo.

Na alegria e na tristeza, na pobreza e na riqueza, na saúde e na doença, Ele sempre está comigo. Sempre! E a morte não vai nos separar. De fato, conforme Romanos 8: 35-39, nem a morte pode nos separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Creio que nós mesmos nos separamos, nos afastamos do amor de Deus - quando deliberadamente pecamos, desobedecemos aos Seus mandamentos, e firmamos alianças estranhas à aliança proposta amorosamente por Ele.

A aliança é um sinal que indica o estado ou o nível do compromisso que temos em relação à outra pessoa - aqui no Brasil, namorados usam uma aliança de prata na mão direita, noivos usam uma aliança de ouro na mão direita, e casados, uma de ouro na mão esquerda.

Pensando em nosso relacionamento com Deus, que tipo de aliança temos com Ele? Tenho feito uso de alianças - amizade, namoro, negócios, cultura, etc - que entram em desacordo com a proposta por Ele?

Se no caso de adultério, infidelidade, tanto a Lei divina quanto a lei dos homens prevê o divórcio - ou dissolução - do contrato, vale a pena se aventurar, arriscando ficar separado de Deus? Vejamos o que diz Gálatas 5: 19 - 21 e Efésios 5: 1- 20, transcrito na versão da Bíblia Viva, abaixo,

"1 - SIGAM O EXEMPLO de Deus em tudo quanto fizerem, tal como uma criança muito amada imita seu pai.

2 - Sejam cheios de amor pelos outros, seguindo o exemplo de Cristo, que amou vocês e Se entregou a Deus como sacrifício a fim de tirar os seus pecados. E Deus ficou satisfeito, porque o amor de Cristo por vocês foi para Ele como suave perfume.

3 - Que não haja pecado sexual, impureza ou ganância entre vocês. Que ninguém seja capaz de acusá-los de qualquer dessas coisas.


4 - As histórias sujas, a conversa indecente e as brincadeiras inconvenientes - estas coisas não são para vocês. Ao invés disso, relembrem uns aos outros a bondade de Deus, e sejam agradecidos.


5 - Podem estar certos disto: o reino de Cristo e de Deus nunca será de ninguém que seja impuro ou ganancioso - pois a pessoa gananciosa, na realidade, é uma idólatra: ama e adora as coisas boas desta vida mais do que a Deus.


6 - Não se deixem enganar por aqueles que procuram justificar estes pecados, porque a terrível ira de Deus está sobre todos aqueles que os praticam.


7 - Não andem nem mesmo na companhia de tais pessoas.


8 - Porque, embora antigamente o coração de vocês estivesse cheio de escuridão, agora está cheio da luz que vem do Senhor, e na conduta vocês devem demonstrá-lo!


9 - Por causa desta luz que têm no íntimo vocês deveriam fazer somente o que é bom, o que é direito e o que é verdadeiro.


10 - À medida que prosseguirem na vida aprendam aquilo que agrada ao Senhor.


11 - Não participem dos prazeres indignos do mal e das trevas mas, ao invés disso, denunciem publicamente e reprovem esses prazeres.


12 - Seria vergonhoso até mencionar aqui esses prazeres das trevas aos quais os ímpios se entregam.


13 - Mas quando vocês os denunciam publicamente, a luz brilha em cima e faz aparecer o pecado deles, e quando eles virem como andam realmente tão errados, alguns deles podem até tornar-se filhos da luz!


14 - É por isto que Deus diz nas Escrituras: "Desperte, dorminhoco, e levante-se dentre os mortos; e Cristo iluminará você".


15 e 16 - Portanto, sejam cuidadosos no seu modo de proceder; os dias atuais são difíceis. Não sejam insensatos; sejam sábios: aproveitem ao máximo cada oportunidade que tiverem de fazer o bem.


17 - Não procedam imprudentemente, mas procurem descobrir e fazer tudo o que o Senhor quer que vocês façam.


18 - Não bebam muito vinho, porque muitos males se encontram nesse caminho; em vez disso, sejam cheios do Espírito Santo e governados por Ele.


19 - Conversem muito uns com os outros a respeito do Senhor, citando salmos e hinos, entoando cântico sacros e louvando ao Senhor com canções no coração.


20 - Sempre dêem graças por tudo a nosso Deus e Pai, no nome do nosso Senhor Jesus Cristo."


Finalmente, consideremos o que diz está escrito em 2 Pedro 1: 10, 11, também na versão da Bíblia Viva:

"10 - Portanto, queridos irmãos, trabalhem com ardor para provar que vocês estão realmente entre aqueles que Deus chamou escolheu e assim vocês nunca perderão a firmeza, nem abandonarão a fé.

11 - Deus abrirá de par em par os portões céu para que vocês entrem no reino eterno do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo."

Que o Senhor possa completar esta palavra em nossos corações, em nome e por amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]

---------------------------------------------------------------------------
O título dos últimos posts - A beautiful exchange - é uma linda música do Hillsong, cuja letra e tradução você pode conferir aqui.

Antigamente, e ainda hoje em alguns lugares do mundo, é preciso dar um dote - um bem ou quantia em dinheiro, para que seja celebrado o casamento. Nós não tínhamos - e continuamos não tendo, de fato - nada para ofertar ao Senhor, e Ele, ainda assim, quer celebrar uma união eterna conosco. Realmente, é uma linda troca em nosso favor. Louvado seja Deus!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

...: A beautiful exchange - parte 1 :...


Oie! =]

Dias atrás fui à uma cerimônia de casamento católica. Cheguei, propositalmente, dez minutos após o indicado no convite pois, infelizmente, há uma "tradição" no atraso da noiva. Não foi o caso da minha amiga, mas o das noivas que a antecederam.

Então, quando cheguei, o 2º casamento daquela noite ainda estava na metade. Como ficar em pé, com sapatos de salto, não faz parte das minhas atividades preferidas no mundo, sentei-me próxima às portas laterais e assisti a cerimônia em andamento.

E daí, aconteceu algo inusitado - imediatamente após a conclusão da leitura dos votos, os amigos do noivo levantaram cartazes que mostravam desenhos de casais e palavras como prosperidade e felicidades, entre outros cumprimentos.

Isto foi o que os emocionados noivos viram. Mas foi possível ver em seus rostos, também, o estranhamento ao ouvir as risadas dos convidados e, principalmente, a voz que ecoou no prédio dizendo "danou-se".

Eles saberiam depois o que estava no verso dos cartazes, motivo das muitas risadas.

Frases como "game over", "agora ela te pega de jeito", "perdeu", "tá ferrado" foram mostradas pelos amigos do noivo, e inevitavelmente lidas quando de sua passagem, com a agora espora, pelo corredor rumo à saída.

Entendo que os rapazes eram amigos do noivo porque, ao ver os cartazes, ele pegou a mão da esposa com ainda mais firmeza e, olhando para eles, ergueu as mãos entrelaçadas.

Após uns minutos, teve início a simples e bonita cerimônia de minha amiga com o seu amado. Sempre emocionante e lindo ver um casal assumindo este compromisso de amor. Mas os acontecimentos recentes não saíram de minha cabeça. Fiquei a pensar no tipo de aliança que firmamos em nossas vidas.

Ao longo da história, a aliança foi o símbolo usado para demonstrar concerto, compromisso, pacto entre duas partes, bem como o valor do objeto do contrato. Em Gênesis 9: 16, o Senhor Deus estabeleceu um belíssimo arco nas nuvens - arco que existe até hoje - como aliança eterna entre Ele e todos os seres viventes.

A Bíblia com versão da NTLH, publicada pela SBB, no apêndice Auxílios para o leitor, Vocabulário, esclarece: "Aliança - acordo que Deus, por causa do Seu amor [Deuteronômio 7: 8,9], fez com o Seu povo. Essa aliança [pacto, contrato, concerto] consistia no seguinte: o Senhor, cumprindo Sua promessa aos patriarcas [Gênesis 17: 1-8; 28: 13-15], era o Deus de Israel, e Israel era o povo do Senhor [Êxodo 6: 7; 19: 4-6]. Deus abençoava o povo, e este, por sua vez, obedecia a Deus [Deuteronômio 7: 7-11]. Em cumprimento à palavra do profeta Jeremias [31: 31-34], Deus fez a nova aliança, que foi confirmada ou selada pela morte de Jesus na cruz [Lucas 22: 20; Hebreus 8: 6-13; 9: 15-22]

...: Continua :...