domingo, 26 de dezembro de 2010

...: A mecânica dos solos - parte final :...

Terra boa. :)

Assim é definido o 4º solo.


"Mas a terra boa representa as pessoas bondosas e honestas. Estas ouvem as palavras de Deus e lhes são fiéis, contando constantemente aos outros, que também logo crêem" - Lucas 8: 15 Bíblia Viva.

Marcos relata assim a explicação de Jesus Cristo sobre este tipo de solo:

"Mas a terra boa representa o coração daqueles que verdadeiramente aceitam a mensagem divina e dão uma colheita abundante para Deus - 30, 60, ou até mesmo 100 vezes tanto quanto foi plantado no coração deles" - Marcos 4: 20 Bíblia Viva

Comecei esta série de posts falando de dois filmes que assisti e, em cada um deles, é retratada a mudança de vida dos personagens, em face do que ouviram, creram e praticaram cotidianamente. Há produção e multiplicação de frutos.

Ocorreu-me que a terra que receberá as sementes precisa ser preparada para tal. E, um dos instrumentos utilizados é o arado que, segundo o dicionário Michaelis, é um
utensílio agrícola de tração humana ou animal, ou motorizado, usado para cortar, levantar e virar o solo, preparando-o para a sementeira e plantio. [grifo nosso]

Então, mesmo sendo bom, justo e honesto, dentre tantas outras qualidades, o sofrimento virá para aquele que deposita sua confiança, fé e amor em Deus, e em Cristo Jesus, como Salvador e Senhor. Considere I Pedro 1: 7, 9 e Salmos 126: 6, 7.

Uma admirável mulher cristã, chamada Nancy Guthrie, relatou suas experiências com Deus em meio ao sofrimento
em um livro, que foi traduzido e publicado no Brasil pela abençoada Mundo Cristão com o título Um fio de esperança - quando o sofrimento torna a crença em Deus uma decisão diária. [Mega recomendado!!]

Em certo trecho, ela usa uma ilustração interessante para demonstrar o modo como reagimos ao sofrimento: se cortamos nosso dedo, aparece o sangue que corre em nossas veias.

Quando somos feridos pelos sofrimentos e adversidades na vida, o que aparece? Frutos como amargura ou raiva, ou paciência, amor, mansidão?...

Costumam dizer que quando uma pessoa está às portas da morte, vê sua vida passar como um filme. Então, se hoje pudéssemos ver nossa vida como um filme, o que estaria nos créditos finais?

No final do filme Fireproof, há uma mensagem de gratidão - toda glória e honra ao nosso Deus. Há uma mensagem também, ao final de O Livro de Eli - que não contarei, e garanto que apesar das cenas iniciais serem chocantes, vale a pena assistir. :)

Oro para que o Senhor complete este estudo em seu coração, e derrame sabedoria de Sua Palavra em nossas mentes, para nos lembrarmos daquilo que nos traz esperança!

No amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia

---------------------------

Segundo a Wikipedia, "a Mecânica dos Solos é uma disciplina da Engenharia Civil que procura prever o comportamento de maciços terrosos quando sujeitos a solicitações provocadas, por exemplo, por obras de engenharia. Todas as obras de engenharia civil, de uma forma ou de outra, apóiam-se sobre o solo, e muitas delas, além disso, utilizam-no como elemento de construção. Portanto, a estabilidade e o comportamento funcional e estético da obra serão determinados, em grande parte, pelo desempenho dos materiais usados nos maciços terrosos".


quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

...: A mecânica dos solos - parte 3 :...

Espinhos.

Já machucaram o dedo em um, ao tocar em uma flor? Eu já. E dói, muito.

A semente lançada neste 3º tipo de solo cresceu junto com eles. O Senhor Jesus Cristo, ao explicar esta parábola, diz que a semente cresceu com os espinhos e que foi sufocada por eles.

"Porém bem depressa chegam as atrações deste mundo, as delícias da riqueza, a busca do êxito, a sedução das coisas boas, e sufocam a mensagem de Deus no coração delas, de modo que não dão fruto nenhum." Marcos 4: 19 [Bíblia Viva]

"A semente entre os espinhos representa aqueles que ouvem e crêem nas palavras de Deus, mas que têm depois a fé sufocada pela preocupação, pelas riquezas, responsabilidades e prazeres da vida. Assim, eles nunca são capazes de ajudar a nenhum outro a crer na Boa Nova." Lucas 8: 14 [Bíblia Viva]

Gosto desta tradução da Bíblia Viva.

O mundo é atraente, ter riquezas é mesmo uma delícia - ou vai dizer que você não gostaria de ter dinheiro de tal modo que pudesse realizar aquela viagem, ou comprar um carro, uma casa?... - ser bem sucedido profissionalmente demanda tempo e energia, as coisas boas nos seduzem....e se não tomarmos cuidado, voltamos toda nossa atenção para elas.

Para entendermos o quanto esta questão é importante, achei interessante aprender o conceito de seduzir*: "
1 Desviar do caminho da dignidade e da honra; enganar com astúcia, levando à prática de atos censuráveis ou contrários à virtude, persuadir de coisa oposta à moral ou aos bons costumes: [...] 3 Desencaminhar para fins sediciosos; [...] 5 Influir sobre a imaginação; atrair, cativar, deslumbrar, fascinar [...]." [grifo nosso]

Creio que não é problema desejar coisas boas - quem não deseja, afinal?

O problema começa quando nos preocupamos - quando pré ocupamos nossa mente e nosso coração com elas, de tal modo que isto nos desvie o foco do Senhor, e da vida que Ele tem planejado para nós.

Destaquei aqui alguns dos vários conceitos de preocupação, e que nos ajudarão a entender a importância desta advertência para nós: "[...] 3. e
stado de um espírito absorvido por uma idéia. 4 Idéia fixa. 5 Inquietação resultante dessa idéia. 6 Apreensão de coisa futura; pressentimento inquietante [...]".

Sei por experiência própria como é difícil parar de se preocupar com algo, mas, também sei que é possível ser liberto destas preocupações.

Onde trabalho há um jardim. Se não cuidamos da limpeza da área, aparecem ervas daninhas e uma planta espinhosa. Quanto mais nos descuidamos da limpeza, mais tempo o jardineiro leva para limpar o terreno. Acho curioso que para extrair as ervas daninhas, o jardineiro usa uma tesoura ou o cortador de grama. Mas para a planta espinhosa, o jardineiro usa um facão.

Se não tomarmos uma atitude, e deixarmos os espinhos do mundo crescerem em nossas vidas, sufocando a preciosa semente do Senhor, não somente ficaremos infrutíferos - como se fosse pouca coisa... - mas machucaremos as pessoas ao nosso redor.

E a limpeza vai demandar mais tempo.

E para estes espinhos que querem sufocar a semente lançada pelo Senhor em nossos corações, só há uma arma a usar: a espada do Espírito - veja Efésios 6: 17b e Hebreus 4:12, transcrito abaixo, na versão Almeida Corrigida e Revisada Fiel.

"Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração."

A versão da Bíblia Viva, deste mesmo trecho de Hebreus, diz:

"Tudo quanto Deus nos diz é cheio de força viva: é mais cortante do que o punhal mais afiado, e corta rápido e profundo em nossos pensamentos e desejos mais íntimos em todos os seus detalhes, mostrando-nos como somos na realidade."

Que o Senhor nos ajude a cuidarmos constantemente do solo do nosso coração. Que realmente, em todo tempo, possamos buscar em primeiro lugar o Seu Reino e a Sua justiça, pois que Ele acrescentará todas as demais coisas [conforme Mateus 6: 33].

No amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]



---------------------------------------------
* conceitos de sedução e preocupação foram extraídos do dicionário Michaelis.

sábado, 11 de dezembro de 2010

...: A mecânica dos solos - parte 2 :...



“Outro tanto caiu em solo cheio de pedras, onde a terra era pouco profunda; as plantas brotaram muito depressa no solo raso, mas o sol quente logo queimou tudo e elas murcharam e morreram, porque tinham pouca raiz”. Mateus 13: 5,6 [Bíblia Viva]

"A terra cheia de pedras representa aqueles que têm prazer em ouvir os sermões, mas de alguma forma a mensagem realmente nunca chega a eles; não deita a raiz nem cresce. Sabem que a mensagem é verdadeira, e crêem um pouco durante algum tempo; mas quando sopram os ventos fortes da perseguição, perdem o interesse". Lucas 8: 13 [Bíblia Viva]

O segundo solo da parábola têm pedras.

É destacado que em um terreno com pedras há pouca terra, e a semente em um solo destes não consegue criar raízes. Outro fator em perspectiva é que além de pedras, há sol forte. Pouca água. Clima de deserto...

O Senhor Jesus Cristo não ilude ninguém, ao contrário, Ele alerta que os problemas virão - considere João 16: 33. O Senhor não diz o período de nossas vidas em que tais problemas acontecerão - salvo períodos específicos, como a tribulação, por exemplo, em que ainda que não mencione uma data, cita a existência de sinais que identificariam o tempo em que ocorreria o que predisse.

Então, em algum momento de nossas vidas sobrevirá aflição, angústia, ansiedade, medo....pode vir fome, sede, nudez, perigo, injúria e sofrimentos de toda sorte...

De fato, estou bem certa que algum leitor já experimentou ao menos uma das situações que citei acima.

A questão que sempre me faz refletir é: estou mesmo sofrendo por amor ao Evangelho de Cristo? Estou sendo perseguido por pregar as Boas Novas da Salvação em Cristo Jesus? Sou injuriado por procurar viver em conformidade com o que prego e acredito?

Será que não estou passando por algum sofrimento como conseqüência de uma pedra que eu mesmo coloquei no solo do meu coração? Há diversas referências que falam das ações que tomamos e que podem ser como pedras de tropeço, tanto na minha própria carreira na fé quanto na caminhada dos irmãos [Mateus 18: 6-9; Marcos 9: 42-48; Lucas 17: 1,2; I Coríntios 8].

As atitudes refletem o que está no nosso interior. Se o linguajar é fútil, obceno ou inapropriado, se as ações são inadequadas, não será porque à mente, aos pensamentos, foram dados estes alimentos? Que pedras temos colocado, ou permitido que coloquem, no solo do nosso coração?

Considerando este tipo de solo, lembrei-me de que o clima na região de Israel é seco, desértico, até os dias de hoje. Contudo, Israel é bem sucedido na produção de alguns produtos agrícolas graças a misericórdia do Senhor, e ao sistema de irrigação de suas lavouras.

Há muitas referências que mencionam a Palavra de Deus, o Senhor Jesus Cristo, o Espírito Santo, como água, ou fonte d´água - veja Efésios 5: 26; João 4: 10, 14 ; João 7: 38. E não é uma água qualquer: é a Água Viva!

Sem água, não há vida.

Como uma semente há de brotar em um terreno cheio de pedras, que ocupam o lugar da terra, e onde não há água? Como a semente da Palavra de Deus poderá brotar em nossas vidas, se estamos enchendo o solo do nosso coração de pedras? Como frutificará, se o solo não é regado diariamente com a Água viva?

O Senhor têm nos suprido de misericórdia a cada manhã [conforme Lamentações 3: 22, 23]. Cabe a nós regarmos, cuidarmos do solo do nosso coração, com a sempre presente ajuda do grande Agricultor [
conforme João 15].

Que o Senhor nos abençoe, e ajude-nos a dia após dia, cuidarmos na nossa mente e do nosso coração, para honra e glória dEle, e também alegria nossa. Em nome e pelo amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso. Amém!

...: Continua :...