sábado, 24 de dezembro de 2011

...: Então, bom Natal :...

Tive o prazer de ver este desenho hoje pela manhã.

Que seja de alegria para seu coração descobrir o verdadeiro significado do Natal ^^

Beijocas! :*



segunda-feira, 28 de novembro de 2011

...: Love is waiting - final :...

Não me admira o comportamento daqueles que ainda não foram alcançados pela graça, capazes de cantar e agir como a 'música' citada no post anterior. Há muitíssimo tempo, o Senhor predisse tal comportamento:

Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” 2 Timóteo 3:1-5

O problema é o nosso comportamento como crentes – sim, amados, com tristeza confesso que já dei meus tropeços nesta área. Nossas atitudes ou são marcadas por excesso ou por faltas, ou as duas situações, ainda que não concomitantemente.

Excesso de sensualidade e malícia, disfarçada de brincadeira, de estar na moda, de autoconfiança... Falta de conhecer e persistir em aprender o que diz a Palavra sobre relacionamentos amorosos, de estudos bíblicos dirigidos - sem ser uma ‘caça aos pecadores’ - sobre esta parte tão importante para nosso pleno desenvolvimento...

Será que não é este um dos motivos dos tantos problemas que vemos nos casamentos hoje em dia? Mulheres que não sabem se comportar na vida a dois por ter uma visão ultra-romântica do relacionamento, e homens que só pensam, ou melhor, não pensam e só agem para ‘recuperar os hormônios perdidos’, resultam em dois infelizes morando sob o mesmo teto.

Não precisa ser assim.

E é para isto que também existe a bíblia. A oração. As conversas. A orientação de pessoas mais experientes na fé e de relacionamento amoroso sadio, estável.

É para isto que existe a paciência.

Você pode parar 1 minuto antes de passar para o próximo parágrafo?

.

.

.

Se não parou, acabou de comprovar a minha teoria: vivemos com tanta pressa, com uma urgência absurda e irracional, que temos perdido o foco da eternidade.

E o que a eternidade tem a ver com relacionamento amoroso? Tudo! :)

Quando se fala em cuidados com namoro, sempre é alertado, muitas vezes em tom ameaçador, sobre I Coríntios 6, com ênfase nos versos 15 a 20. É claro que temos que considerar ao quê podemos expor nossos corpos, templo do Espírito Santo, adquiridos por bom preço pelo Senhor Deus, quando há envolvimento físico íntimo.

Mas, além deste aspecto, é preciso considerar com ainda mais cuidado ao que expomos nossa alma – uma alma que não pode ser negligenciada. Considere Deuteronômio 4: 9, 15 e 16.

Há muitas coisas que afligem nossa alma. E os relacionamentos amorosos, se apresentam qualquer problema, podem nos deixar devastados emocionalmente. E é também por isso que devemos guardar nossa alma, para não nos corromper - perverter física ou moralmente, adulterar, deteriorar-se, depravar-se.

Um grande incêndio começa com uma pequena chama.

Paulo lembra aos coríntios, e a nós até hoje, nos versos relacionados a seguir: “Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.” 1 Coríntios 6:9-11

Considere, ainda, 2 Tessalonicenses 1: 7b, 8 e 9: “[...] quando se manifestar o Senhor Jesus desde o céu com os anjos do Seu poder, como labareda de fogo, tomando vingança dos que não conhecem a Deus e dos que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo; Os quais, por castigo, padecerão eterna perdição, ante a face do Senhor e a glória do Seu poder”

Como labareda de fogo, tomando vingança dos que não conhecem a Deus e dos que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo;

Os quais, por castigo, padecerão eterna perdição, ante a face do Senhor e a glória do seu poder,
2 Tessalonicenses 1:8-9

Os coríntios estavam brigando entre si, e enfrentando outros problemas, porque concentrados nas suas opiniões, desejos ou vontades, perderam o foco da eternidade. Releia o trecho acima e perceba o que aguarda àqueles que não obedecem ao evangelho.

Oh, que o Senhor Deus nos guarde de tão grande mal!

Ter alguém para compartilhar sua vida, seus sonhos, a fé em Cristo Jesus é uma bênção maravilhosa. Mas nossa salvação garantida por Cristo Jesus na cruz, no calvário, é incomparável. E inegociável. Fomos criados por Deus para louvor da Sua glória, e redimidos para vivermos para sempre com Ele.

Se nos for permitido viver no Caminho com alguém ao nosso lado, amém. Se não, amém também, pois creio que o Senhor concederá a graça necessária para viver solteiro.

“Não acordeis nem desperteis o meu amor, até que queira.” Cânticos 2:7. Espere. Não se apresse. Viva sua vida conforme os planos de Deus. O amor espera até você estar pronto, como diz a música que nomeou o post, cujo vídeo você vê aqui.

Que o Senhor Deus, que vive e reina para sempre, complete esta mensagem no seu coração. No amor de Cristo Jesus, Senhor e Salvador nosso,

Andreia =]

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

...: Love is waiting - parte I :...

Tem uma coisa que não entendo.

Corrijo: há muitas coisas que não entendo.

Dentre estas, o fato de muitas pessoas de fé sincera trazer para dentro das igrejas os conceitos que o mundo tem sobre a vida, especialmente àqueles ligados a aspectos da ética, da moral e de temperamento.

Fundamentalismo. Ousadia. Ética. Moralismo. Compromisso. Caráter. Pense no conceito proposto nos dicionários, no conceito praticado por nossa sociedade, no dia a dia, e no que você mesmo pensa sobre.

Depois, compare um a um com o que o Senhor Deus deixou registrado na Bíblia.

Neste sentido, tenho meditado ultimamente sobre o modo como homens e mulheres, cristãos e não cristãos, se relacionam. Amorosamente falando. Se o Senhor assim permitir, gostaria de, no momento oportuno, explorar o conceito dos termos já citados.

Por hoje, vou me concentrar nesta complexa equação. Crentes ou não, as pessoas esperam que um relacionamento seja de amor. Respeito. Compromisso. Dedicação. Intimidade.

No nosso imaginário, especialmente o nosso, feminino, são somente bons adjetivos que acompanham o que entendemos - e desejamos! - em um relacionamento amoroso. :)

Óbvio que amor é o primeiro item da lista. Mas, não é este amor que tem sido demonstrado através de revistas e editoriais de moda, televisão e massivamente através da música.

Ou do que chamam de música.

Mulheres são tratadas como objeto. Sexual, preferencialmente. Uma, dentre muitas ‘pérolas’, diz o seguinte:

“Na hora do amor, eu falo até que vou casar

Quer fidelidade, arruma um cachorro

Quer romance, compra um livro

Quer amor, volta a morar com seus pais”

Confesso que fiquei abismada quando tive o desprazer de ler o restante desta aberração a que chamam música. E desnorteada quando percebi que muitos rapazes vivem isto ao pé-da-letra.

Tão igualmente desconcertada quando percebi o quanto nós, meninas, caminhamos para esta armadilha, ao achar que isto seja uma bobagem, ou ‘porque é coisa de homem’.

...: Continua :..

domingo, 18 de setembro de 2011

...: E então veremos face a face - final :...


Sabemos que o Senhor Deus é pronto para perdoar e esquecer – veja Miquéias 7: 18, 19; Hebreus 8:12.

Quanto a nós...

Perdoamos por ser mandamento – Marcos 11:25, perdoamos para ser perdoados – Mateus 6:12, perdoamos para não dar ocasião ao inimigo de nossas almas – 2 Coríntios 2:10, 11, mas esquecer...

Sei que o Senhor Deus concedeu-me uma memória muito boa [risos], mas, como José – em Gênesis 41: 51 – tenho pedido para o Senhor me fazer esquecer certas coisas, retendo só o que é bom.

Não sei quanto tempo depois este capítulo da história de Davi foi escrito e dado a conhecer aos israelitas – segundo a Bíblia da Mulher, da Editora Mundo Cristão e Sociedade Bíblica do Brasil, 1 e 2 Samuel são um único livro, na tradição judaica.

Ainda segundo a supracitada Bíblia, considerando que “as últimas palavras de Davi” foram registradas, os livros não poderiam ter sido completados antes da morte dele [2 Samuel 23:1]. Assim, a maioria dos estudiosos situa a data de composição dos livros entre a morte de Davi e o cativeiro assírio – eu creio, porém, que estes atos só foram relatados após a redenção concedida por Deus.

Davi registrou sua oração de arrependimento em Salmos 51 – e neste capítulo de Salmos, não é mencionado qual pecado foi cometido, somente que Davi cometeu pecado, que transgrediu e ofendeu ao Senhor Deus. [1]

Ninguém está livre de cair em pecado, mas não devemos permanecer em pecado, antes devemos confessá-lo, primeiramente ao Senhor Deus, e, pelo menos, para um irmão que seja [veja I João 1:9, Tiago 5:16] e, sobretudo, abandoná-lo – não pelo medo da pena, mas como sinal da obediência ao Senhor.

“Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.” I Coríntios 13: 12 e 13.


Sei que Paulo, neste capítulo bem como o que o precede, tratava da questão dos dons espirituais. Mas o fato é que, ainda hoje vemos e sabemos em parte. A história de Davi, para mim, serviu de espelho, para mostrar o que pode acontecer se eu e você insistirmos no erro.


Mas chegará o dia em que estaremos face a face com o Senhor Deus. Hoje, temos a fé, a esperança e o amor – e continuaremos a ter o mais importante, o amor, de acordo com o que decidirmos hoje em relação ao nosso relacionamento com Deus.


Hoje é tempo de arrependimento e abandono do pecado. Nossa reconciliação deve ser feita hoje, agora, porque o pecado não faz parte do céu, onde o Senhor Deus habita.



Então, ou estaremos diante de Deus como pecadores justificados pelo sangue de Jesus Cristo, aguardando para saber qual galardão nos espera, ou como pecadores que aguardam a sentença de condenação. Considere Apocalipse 20: 11 – 15.


Concluo este post com a leitura de 2 Pedro 3, versão da Bíblia Viva, na esperança de que possa abrir os olhos, o coração e a mente daqueles que ainda não conhecem ao Senhor Deus, e para estimular os irmãos a que permaneçamos firmes na fé, aguardando a tão grande e incomparável manifestação de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.


Que o Senhor Deus possa completar esta Palavra em nossos corações, em nome de Cristo Jesus. Amém.

“1 e 2 - Esta é minha segunda carta a vocês, queridos irmãos, e em ambas eu tenho procurado relembrar-lhes - se assim me deixarem - fatos que vocês já conhecem: fatos que aprenderam dos santos profetas e de nós, os apóstolos, que lhes trouxemos as palavras do nosso Senhor e Salvador.

3 - Em primeiro lugar, desejo lembrar-lhes que nos últimos dias haverá escarnecedores que farão todo o mal que eles mesmos puderem imaginar, e se rirão da verdade.

4 - Esta será a sua maneira de argumentar: "Jesus prometeu voltar, não foi? Então, onde está Ele? Ele não virá nunca! Ora, até onde qualquer um pode lembrar-se, tudo tem permanecido exatamente como era desde o primeiro dia da criação".

5 e 6 - Eles esquecem deliberadamente este fato: Deus destruiu o mundo com um poderoso dilúvio, muito tempo depois que Ele tinha feito os céus pela palavra da sua ordem, e tinha utilizado as águas para formar a terra e cercá-la.

7 - E Deus ordenou que a terra e os céus sejam reservados para uma grande fogueira no dia do juízo, quando todos os homens ímpios perecerão.

8 - Mas não se esqueçam disto, queridos amigos: que um dia, ou de hoje a mil anos, é para o Senhor como o dia de amanhã.

9 - Ele não está sendo vagaroso com a sua volta prometida, embora por vezes pareça assim. Mas Ele está esperando, pela boa razão de que Ele não quer que ninguém pereça, e está dando mais tempo para os pecadores se arrependerem.

10 - O dia do Senhor virá com toda a certeza, tão inesperadamente como um ladrão, e então os céus desaparecerão com um terrível estrondo, e os corpos celestes serão consumidos pelo fogo e a terra e tudo quanto está nela será queimado.

11 - E assim, já que tudo ao nosso redor se derreterá, que vidas santas e piedosas nós devemos viver!

12 - Vocês devem aguardar ansiosamente aquele dia e apressá-lo - o dia quando Deus ateará fogo aos céus, e os corpos celestes se derreterão e desaparecerão em chamas.

13 - Nós, porém, estamos aguardando ansiosamente a promessa divina de novos céus e nova terra depois disso tudo, onde só existirá a virtude.

14 - Queridos amigos, enquanto vocês estão esperando que estas coisas aconteçam e que Ele venha, esforcem-se para viver sem pecar; e andem em paz com todo mundo, a fim de que Ele se agrade de vocês quando voltar.

15 e 16 - E lembrem-se por que Ele está esperando. Ele nos está dando tempo para anunciar a sua mensagem de salvação aos outros. O nosso amado irmão Paulo já falou com grande sabedoria acerca destas mesmas coisas em muitas das suas cartas. Algumas explicações dele não são fáceis de entender, e há pessoas intencionalmente ignorantes que sempre estão pretendendo alguma interpretação fora do comum; eles torceram as cartas dele de todos os lados, para significarem uma coisa completamente diferente daquilo que ele queria dizer, tal como fazem com as outras partes das Escrituras, mas o resultado é a ruína deles.

17 - Eu estou advertindo vocês de antemão, queridos irmãos, para que possam vigiar e não ser arrebatados pelos erros desses homens maus, a fim de que vocês mesmos não sejam confundidos também.

18 - Mas cresçam em força espiritual e conheçam melhor ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja toda glória e honra sublime, tanto agora como eternamente. Adeus. Pedro”


-------

[1] O pecado de adultério cometido por Davi é exposto nas instruções para o dirigente do louvor: "Ao dirigente: Cântico de Davi, em vindo a ele Natã, o profeta, depois de ter [Davi] se deitado com Bate-Seba", mas não no corpo do Salmos 51.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

...: E então veremos face a face - II :...


Uma outra tradução deste verso 24 de 1 Timóteo 5, pode nos ajudar a entender melhor a questão:

“Os pecados de alguns são evidentes, mesmo antes de serem submetidos ao julgamento, ao passo que os pecados de outros se manifestam posteriormente” [NVI]

“Lembre-se que alguns homens, até mesmo pastores, levam uma vida pecaminosa, e todo mundo sabe disso. Em tais casos você poderá fazer alguma coisa. Em outros, porém, somente o dia do juízo revelará a terrível verdade” [Bíblia Viva]

No caso de Davi, consideremos que entre o adultério com Bate-Seba e a notícia da gravidez tenha se passado um mês, e mais outro, entre o plano de Davi de cobrir seu pecado – fazendo Urias se reencontrar com a sua mulher – e, em virtude deste fracasso, condená-lo à morte.

Não sabemos quanto tempo Bate-Seba pranteou a morte do marido, mas é razoável supor que Davi a tenha chamado para ser sua esposa antes que sua gravidez ficasse evidente. Em 2 Samuel 11:12, vemos que Davi a toma por esposa e ela dá a luz um filho – e, por certo, ele pode ter imaginado que seu problema estava resolvido.

E não vemos registro de que tenha pedido perdão a Deus por nenhum dos pecados cometidos – adultério e homicídio – que condenavam à morte seu autor, conforme vemos em Levítico 18:20, 20:10, 24:17, Deuteronômio 5:17, 18, 22:22, Provérbios 6:29, 32, Gênesis 3: 5,6.

Como comentei na primeira parte do post, pessoas próximas poderiam saber da história mas deviam temer a Davi e se calaram. Mas, fiquei imaginando que, pelo menos 11 meses se passaram entre o começo e a nova fase deste capítulo da história da vida deste homem segundo o coração de Deus.

Em Isaías 30:18, lemos que o Senhor Deus espera para ter misericórdia de nós. À luz desta Palavra, pensei: “Davi teve tempo para ter se arrependido dos seus pecados. Ele conhecia ao Senhor Deus como poucos conheceram, tinha intimidade com Ele, por que não O procurou?”

Já que Davi não procurou o Senhor, o Senhor procurou a Davi, através do Seu servo Natã – veja 2 Samuel 12:1. Foi o momento de revelação do pecado de Davi diante de Deus, para juízo e declaração de sentença – o que afetou todo o seu reinado.

Todos nós cometemos pecados, todos os dias. E, todos os dias, temos a oportunidade de pedir e de receber perdão do Senhor Deus, a Quem ofendemos primeiramente. Davi, a seu tempo, podia temer a morte, ou achar que tinha consertado sua falha ao se casar com Bate-Seba.

Nós, hoje, podemos nos esconder dos outros por vergonha, medo de rejeição, tristeza pelo pecado cometido e pelas conseqüências que podem trazer para aqueles a quem amamos, por exemplo.

Tais motivos, porém, não devem nos impedir de buscar o perdão do Senhor e a reconciliação com Ele – porque nossos pecados fazem separação entre nós e o Eterno, conforme está escrito em Isaías 59:2 – lembrando que nosso arrependimento deve ser marcado pelo abandono da prática e da permanência do e no pecado.

Diante do profeta, Davi admitiu e confessou seu pecado a Deus, suplicou perdão, e imediatamente foi perdoado, conforme 2 Samuel 12: 13.

Particularmente – e faço questão de deixar explícito que esta opinião é estritamente pessoal, considerando o que leio da Bíblia e, sim, preciso ler sempre e sempre, mais e mais – acredito que há casos e casos para se fazer uma confissão pública de pecado.

O que não isenta ou desculpa o irmão ciente de seu pecado de se confessar, primeiramente a Deus, e a um irmão maduro na fé e de confiança para ajudá-lo a enfrentar o problema e abandonar definitivamente o pecado.

...: Continua :...

segunda-feira, 11 de julho de 2011

...: E então veremos face a face - parte I :...

Graça e paz, amados! :}

Já leram o Salmos 25?

Não sabemos qual pecado especificamente Davi cometeu, mas a consciência de que tinha desobedecido ao Senhor foi tão profunda e inquietante a ponto de levá-lo a fazer esta oração:

"A Ti, Senhor, elevo a minha alma. Lembra-Te, Senhor, das Tuas misericórdias, e das Tuas bondades, que são desde a eternidade. Não te lembres dos meus pecados da mocidade, nem das minhas transgressões. Lembra-Te de mim, segundo a Tua misericórdia, por causa da Tua bondade, ó Senhor. Por causa do Teu nome, Senhor, perdoa a minha iniqüidade, que é grande. Volta-Te para mim e tem compaixão, porque estou sozinho e aflito. Alivia-me as tribulações do coração; tira-me das minhas angústias. Considera as minhas aflições e o meu sofrimento e perdoa todos os meus pecados Preservem-me a sinceridade e a retidão, porque em Ti espero"

Salmos 25: 1, 6, 7, 11, 16, 17, 18 e 21.

Tenho para mim que o Senhor Deus não permitiu que fosse mencionado qual o pecado de Davi porque, para o Senhor, não há diferenciação de pecado, ou uma espécie de escala de malignidade, do tipo: assassinar uma pessoa é um pecado mais grave do que mentir.

Ensinamos uma verdade para as crianças através de uma música - "Pecado, pecadinho, pecadão, isto não!" - que muitas vezes não vivemos, e para muita vergonha admito, inclusive eu.

Sabemos que há irmãos que ainda abrigam pecados como inveja, ciúmes, ira, cobiça, amargura, ódio, entre tantos outros descritos em Gálatas 5: 19-21. Contudo, só costuma ser disciplinado pela igreja àqueles que confessam seu envolvimento com pecados de natureza sexual, ou envolvimento com vícios relacionados à drogas, jogos, bebidas...Mas a Palavra afirma que tanto os primeiros citados quanto os últimos são pecados que nos impedem de herdar o reino dos céus - veja o final do verso 21.

Amados, não estou pregando uma 'caça' aos irmãos em pecado, muito pelo contrário. Mas pretendo, sim, suscitar a reflexão pela necessidade de nos estimularmos, auxiliarmos em oração e atos, ou tantos quantos forem os métodos que a multiforme graça de Deus revelar, a uma busca contínua e a prática perseverante de uma vida de paz e santidade - frutos do Espírito sem os quais ninguém verá o Senhor, como está escrito em Hebreus 12:14.

Como compartilhei com um amado irmão dia destes, como Davi, “eu conheço as minhas transgressões e o meu pecado está sempre diante de mim” [Salmos 51:3]. Davi, neste mesmo Salmos, lembra que mais do que à igreja, à nossa família – de sangue e de fé, pecamos contra o Senhor [veja o verso 4].

Então, a primeira pessoa a quem devemos suplicar perdão é ao Senhor Deus que - aleluia! - além de Todo-Poderoso é “piedoso e benigno [...], sofredor e de grande misericórdia” [Salmos 145: 8]. E é a Ele também que devemos clamar para não voltarmos a tropeçar ou cair no mesmo erro.

Davi faz isto no Salmos 51, versos 11 e 12:

“Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto. Não me lances fora da Tua presença, e não retires de mim o Teu Espírito Santo. Torna a dar-me a alegria da Tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.”

O mesmo trecho, pela NVI, diz:

“Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável. Não me expulses da Tua presença, nem tires de mim o Teu Santo Espírito. Devolve-me a alegria da Tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer.”

Para mim, o verso 13 deste capítulo, relata outro propósito em buscarmos esta vida de santidade da parte do Senhor: “Então ensinarei aos transgressores os Teus caminhos, e os pecadores a Ti se converterão”. Pensei, ao reler este trecho, que Davi teve consciência de como seu pecado afetaria todo o povo sob sua responsabilidade, afinal, ele estava em posição de liderança.

Desde aqui é possível perceber, como Paulo falou em Romanos 8:28, que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Todas as coisas, inclusive as que nos causam tristeza, vergonha, arrependimento... É este o momento em que podemos estender a misericórdia que recebemos do Pai, para agir como instrumentos úteis em Suas mãos, guiados por Seu Santo Espírito, para levar consolo àqueles que sofrem com o pecado cometido – considere 2 Coríntios 1: 3 e 4.

No caso de Davi, creio que seu pecado [de adultério com Bate Seba] foi manifesto a algumas pessoas, servidores próximos que talvez se calassem por temê-lo, visto que era rei – mas ele foi confrontado pelo profeta Natã posteriormente. Situação que, a mim, lembrou o que está relatado em I Timóteo 5: 24.

...: continua :..