domingo, 29 de julho de 2012

...: A porta é uma só, porém dois lados há... :...




Não sei se já aconteceu com você. Comigo, é a terceira vez: fiquei para o lado de fora, cara com a porta. Explico: fui ao culto dos jovens da igreja, onde não só tivemos o privilégio de desfrutar a comunhão uns com os outros, como celebramos mais um ano de vida de um dos queridos presbíteros.

Quando cheguei, atrasada, os irmãos já estavam cantando, animados, no apartamento. É uma das minhas músicas preferidas, que diz os versos de Mateus 6:33, 4:4 e 7:7. Como sabia que eles não ouviriam a campainha, os acompanhei do lado de fora, esperando para tocar a campainha quando a música acabasse.

Enquanto aguardava, cantando do lado de fora, lembrei-me de que o presbítero aniversariante, certo domingo, apresentou um abençoado estudo em que dizia que a igreja era como um pedacinho do céu. Este pensamento reforçou outro, e que motivou o presente estudo.

Em qual Jesus as pessoas creem?

Aparentemente pode parecer uma pergunta sem sentido, ou sectária, mas a resposta a esta pergunta terá um reflexo eterno. O sentido de compartilhar estes rabiscos foi reforçado ainda mais depois do filme que assistimos hoje: “O peregrino – uma jornada para o céu”.

Há um estudo muito interessante – e super recomendado! - que levanta esta questão, e que você pode conferir clicando aqui. Neste texto, o foco é um pouco mais voltado sobre o modo como Jesus é visto por algumas religiões ou grupos religiosos.

Minha proposta, ao invés disso, é meditarmos sobre quem é o Senhor Jesus Cristo revelado em Sua Palavra.

...: Continua :...

Nenhum comentário: