sábado, 11 de agosto de 2012

...: A porta é uma só... :...



A segunda característica distintiva de Cristo é que Ele nos guia, orienta, dá propósito, sentido, continuamente, pela Sua Palavra e pelo Consolador, conforme aprendemos em João 14:15-18,  - 26 e I João 2:27

"Se me amais, guardais os meus mandamentos. E Eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê nem O conhece; mas vós O conheceis, porque habita convosco, e estará em vós. Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós" [João 14: 15-18]

"Quem não Me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou. Tenho-vos dito isto, estando convosco. Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em Meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito". [João 14: 24-26]

O amor ao Pai também nos distingue, nos leva à obediência, à guarda dos mandamentos e preceitos, registrados na Bíblia e gravados no nossa mente e coração pelo Espírito Santo de Deus.  Antes de voltar para o Pai, o Senhor Jesus disse, em João 16: 7, 13-15

"Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que Eu vá; porque, se Eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando Eu for, vo-lo enviarei.
Mas, quando vier aquele Espírito da Verdade, Ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.
Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar.
Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar".

Por este trecho entendemos que era preciso que Jesus Cristo cumprisse o sacrifício de amor na cruz - não só pela Lei, mas para que o Consolador viesse habitar em nós, dando consolo e orientação. O Espírito Santo, também chamado de Espírito da Verdade, nos guia, dirige em toda a verdade, o que nos permite identificar aquilo que não é a verdade, ou seja, a mentira.

Ao longo do livro de Apocalipse, João escreve da parte do Pai: "Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas" [Apocalipse 2:7a, 11a, 17a, 29; 3:6, 13, 22]. O Espírito Santo, terceira pessoa da Trindade, chamado de Consolador e Mestre, dá ao crente ajuda e orientação, para que este se conduza como deve na carreira cristã. Desde que ouçamos a Sua voz.

O Senhor Deus nos ouve através da oração. Ouvimos ao Senhor através da meditação da Sua Palavra, guiados pelo Espírito Santo de Deus. O Senhor pode falar por outro meio? Pode! É Todo-Poderoso, faz o que Lhe apraz. Mas,  concordo com esta frase, normalmente atribuída a Lutero:
"Fiz uma aliança com Deus: que Ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer tanto para esta vida quanto para o que há de vir". 

Em 1 João 1:6, o apóstolo amado diz, divinamente inspirado: "Nós somos de Deus, e quem conhece a Deus nos ouve; mas aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro"

...: Continua :...

Nenhum comentário: