segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

...: Novas vestes - Conclusão :...


Trilha sonora do post: Soon, Brooke Fraser


5] Aguarde sempre pela resposta do Senhor - versos 35, 36:

Do mesmo modo que a alegria é contagiante, a murmuração, o desânimo, a negatividade também são. Não à toa, temos o alerta em Hebreus 12:15, onde lemos: "Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem".

A graça de Deus está disponível para todos. Nós é que, em dados momentos, podemos nos privar dela. 

6] Entenda que nem todos compreenderão, nem você, nem o que acontece - versos 37 - 40:
A multidão desapareceu da história? Não.
Mas Cristo chamou somente Pedro, Tiago e João para acompanhá-lo.
Quantos discípulos eram? Quantos foram chamados para viver e ver a grande obra que o Senhor faria?

Murmuradores, escarnecedores, pessoas sem compromisso com o Senhor não desfrutarão da maravilhosa obra de Cristo.

Lembro de uma frase, dita pela abençoada Stormie Omartian, que apesar de pequena, diz uma grande verdade: "a graça e o amor de Deus são preciosos demais para serem desperdiçados com uma alma insubmissa".

Eu creio que nosso Senhor Jesus Cristo chamou somente estas poucas pessoas porque, examinandos-lhes o coração, percebeu que eles poderiam compreender a obra que haveria de ser realizada.

7] Cristo Jesus tem autoridade e poder para mudar todas coisas - versos 40 a 43:
O cenário era de desespero, lágrimas, sofrimento e morte.
Mas quanto Cristo toma a menina pela mão, Ele exerce Sua autoridade e poder, e então há esperança, alegria, paz e vida.

A menina tem suas vestes de morte transformadas em vestes de vida, salvação, restauração.

Eu ainda me detive na 'estranha' ordem que Cristo deixou, na primeira parte do verso 43. Mateus, ao relatar esta história, não diz desta ordem, e em Lucas lemos que o Senhor disse para não contar para ninguém.

Meditando neste verso, veio ao meu coração que as obras do Senhor falam por si. Até por que, como se esconde uma pessoa viva, tida como morta, dentro de uma casa? Se alguém perguntasse por ela - e, considerando a multidão, não é forçoso crer que isto acontecesse - como dizer outra coisa senão a verdade?

Fico imaginando se o Salmos 23, um lindo cântico de louvor e adoração, passou a fazer mais sentido para Jairo e sua família, pois em seus seis versos estão relacionadas todas as bênçãos que ele e os seus desfrutaram, e que nós podemos, hoje e para sempre, desfrutar também.

"Josué, vestido de vestes sujas, estava diante do anjo.
Então respondeu, ao que estavam diante dele, dizendo: Tirai-lhe estas vestes sujas. E a Josué disse: Eis que tenho feito com que passe de ti a tua iniquidade, e te vestirei de vestes finas" - Zacarias 3: 3, 4.


Que o Senhor possa completar esta mensagem em cada coração. Amém.

Nenhum comentário: